7 dicas de alimentação para reduzir açúcares e gorduras

Acompanhamento nutricional é peça fundamental para te ajudar no processo de eliminar açúcares e gorduras para evitar riscos de doenças

7 dicas de alimentação para reduzir açúcares e gorduras
Fotos: Pixabay/ Shutterstock

O hábito alimentar do brasileiro tem sido marcado pelo consumo excessivo de sódio, açúcar e gorduras saturadas. Júlia Canabarro, nutricionista da Dietbox, reforça a importância de manter uma alimentação saudável e mais natural, pois ela auxilia a reduzir os níveis de açúcares e gorduras saturadas no organismo.

O uso em excesso desses alimentos pode aumentar o risco de doenças crônicas, como: hipertensão arterial, obesidade e diabetes, relacionada ao infarto e derrame cerebral.

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a população brasileira possui um alto índice de obesidade e o percentual de pessoas consideradas obesas acima dos 20 anos, mais que dobrou entre 2003 e 2019. “Com números tão alarmantes, é importante que as pessoas tenham amparo nutricional. Pois a alimentação correta minimiza diversas doenças e prolonga a vida”, comenta Júlia.

7 Dicas para adotar na rotina

Para começar, Júlia Canabarro recomenda a ingestão diária de frutas, verduras, legumes, feijões e grãos integrais, como ação fundamental. “São alimentos básicos, mas que fazem toda diferença. Às vezes, a falta de um deles pode ocasionar deficiência de nutrientes”, conta.

Por isso, ela listou alguns conselhos que irão ajudar a melhorar a sua dieta. Confira!

1) Fazer de alimentos ‘in natura’ a base da alimentação (busque comprar em locais com ampla variedade desses produtos);
2) Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos;
3) Limitar o consumo de alimentos processados;
4) Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, como refeições congeladas, refrigerantes, cachorros-quentes, fast-food, biscoitos embalados e bolos;
5) Evitar ficar períodos longos sem se alimentar;
6) Criar o hábito, se possível, de preparar a própria comida, pois irá delimitar o que é bom e a quantidade certa;
7) Dar preferência, quando fora de casa, aos locais que servem refeições feitas na hora.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você