Armadilhas alimentares: fuja das opções que parecem saudáveis e não são

Nutricionista revela como alguns produtos do supermercado podem confundir as pessoas que querem emagrecer

armadilhas alimentares
Fuja das armadilhas alimentares / Foto: Shutterstock

As armadilhas alimentares são aqueles alimentos que parecem saudáveis e, na verdade, não são. Sabe quando você está ou acabou de iniciar aquele projetinho para o verão e quer melhorar a alimentação? Sabemos que as melhores opções, nesse caso, são sempre os ingredientes naturais, como frutas, legumes, vegetais e carnes magras. No entanto, renunciar aos hábitos ruins não é tão fácil assim.

Quando estamos em uma dieta desregrada, com grandes quantidades de pizzas, fast-food e doces, é difícil cortar tudo isso de uma hora para a outra. Nesse caso, a saída encontrada por muitos é apostar em alternativas semelhantes, que aparentam ser saudáveis. E é aí que moram as armadilhas alimentares.

De fato, é possível recorrer à alguns produtos industrializados de vez em quando, sem que isso atrapalhe os seus objetivos de emagrecimento, ganho de massa muscular ou melhora da saúde. Porém, é preciso ficar atento com essas armadilhas alimentares.

De acordo com a nutricionista Aline Huguenin, alguns alimentos devem ser ignorados no supermercado por conterem muito açúcar, gordura, sal e aditivos, sem nenhum valor nutricional. Por isso, ela separou uma lista com as principais armadilhas alimentares que podemos encontrar. Confira:

1 – Sucos de caixinha

É importante ter consciência que sucos de caixinha, não necessariamente, são naturais. Eles podem ter conservantes, corantes e açúcar em grandes concentrações. Mais até do que alguns refrigerantes. Por isso, de acordo com a nutricionista, o ideal é substituí-los por bebidas naturais.

2 – Barrinhas de cereal

É totalmente possível encontrar barrinhas saudáveis, ricas em fibras, com baixo teor de açúcar e poucos aditivos químicos. No entanto, por trás da aparência convidativa de algumas embalagens, existem produtos com altos níveis de glicose, conservantes, gorduras e corantes. Fique atento.

3 – Peito de peru

Um clássico de quem acabou de iniciar uma dieta e não sabe muito bem o que fazer. Substituir itens como presunto, salame e mortadela pelo peito de peru até pode ser menos agressivo para o seu organismo. No entanto, é preciso lembrar que todos esses produtos pertencem à família dos embutidos. “Tem grande quantidade de sódio e aditivos como o nitrato”, revela Aline.

4 – Chocolate diet

Assim como qualquer outro produto diet ele, não necessariamente, é mais saudável ou menos calórico. “Próprio para pessoas diabéticas e não para quem procura perder peso ou ter uma alimentação saudável, pois contém maior quantidade de gorduras”, finaliza a nutricionista.

Bônus – atenção com os rótulos

A grande dica, talvez, esteja em saber ler e interpretar corretamente as embalagens dos produtos. “Perca nem que seja um minutinho olhando a lista de ingredientes. E quando for abrir uma exceção e comer coisas não tão saudáveis (o que pode e deve ser feito, às vezes, sim), faça com consciência, bom senso e com o que realmente vale a pena”, recomenda a endocrinologista e metabologista Dra. Paula Pires. Ela, inclusive, já nos alertou sobre 12 pegadinhas comuns que os rótulos podem ter.

Fontes: Aline Huguenin, nutricionista do Grupo Prontobaby / Dra. Paula Pires, endocrinologista e metabologista pela USP (Universidade de São Paulo).

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você