Alimentos que aliviam o estresse

Conheça alguns alimentos que tem propriedades anti-estresse e que podem te deixar mais calmo ao longo do dia

Foto: iStock
Foto: Shutterstock Images

Foto: Shutterstock Images

 
O dia a dia pode ser muito estressante, o nutricionista Leonardo Canellas nos deu algumas dicas de alimentos que inseridos em nossa dieta podem ajudar muito a combater o estresse, veja abaixo:

Carboidratos complexos:

São ótimas fontes de energia e podem também auxiliar na manutenção do sistema digestório. De acordo com pesquisadores da Universidade de Swinburne, na Austrália, a vitamina B contida em grãos integrais pode reduzir o stress mental. Além disso, um composto denominado trimetilglicina, encontrado no trigo colabora com a melhora da concentração, e sensação de bem-estar.

 

Batata doce:

É um tubérculo rico em vitaminas C, D, B6 e minerais como o magnésio, excelentes micronutrientes para combater o estresse oxidativo causado pelos radicais livres, ajudam também no fortalecimento do sistema imune, além de ser ótima fonte de energia.

 

Feijão branco:

Nos dá a sensação de prazer e motivação por conter um derivado da noradrenalina, capaz de aumentar o vigor físico.

 

Abóbora:

Colabora com um bom aporte de zinco, mineral indispensável na síntese de serotonina, hormônio responsável pela sensação de relaxamento e felicidade.

 

Veja também: TPM: alimentos que aliviam os sintomas

 

Cenoura:

Rica em vitamina A, responsável pela saúde e manutenção das células oculares, ela também auxilia no combate à hipertensão arterial e ao estresse, reduzindo sintomas como ao cansaço e fadiga.

 

Leite e derivados:

Possuem alto teor de cálcio, mineral essencial na transmissão de impulsos nervosos e composição dos ossos e dentes. O baixo consumo desse mineral está ligado a doenças do coração e osteoporose. São ricos também em triptofano, aminoácido essencial na formação de serotonina (responsável pelo relaxamento e bem-estar) e melatonina (responsável pela qualidade do sono). Baixos níveis de cálcio no organismo podem levar ao aumento do nervosismo e irritabilidade.

É interessante destacar o Iogurte, produto fermentado do leite e uma ótima opção entre os laticínios, pois é fonte de probióticos, bactérias benéficas capazes de ajudar no bom funcionamento do intestino e melhora da imunidade. Estudos tem demonstrado que o consumo de probióticos colaboram com o bom funcionamento das atividades cerebrais podendo aumentar a capacidade dos receptores do neurotransmissor GABA (Ácido gama-aminobutírico, responsável pela regulação do tônus muscular), sugerindo que seu consumo está ligado às sensações de relaxamento.

 

Dicas para acelerar queima de calorias

Foto: Shutterstock

 

Carnes, peixes e ovos:

São fonte de triptofano, aminoácido que em conjunto com a vitamina B3 e o magnésio estão presentes na síntese de serotonina, hormônio da sensação de relaxamento e bem-estar, aliviando os sintomas de estresse e ansiedade. Carnes e peixes são fontes de taurina, aminoácido que tem capacidade de aumentar a ação do GABA, sendo bom coadjuvante no controle da ansiedade, stress e tensão muscular.

Os peixes de água fria como o Salmão, Atum, Sardinha e Arenque possuem boas quantidades de vitamina B6, precursora da serotonina, além de conter os ácidos graxos ômega-3. Pesquisas científicas têm demonstrado redução nos níveis de cortisol em indivíduos que consumiam esse tipo de gordura. O consumo de ômega-3, de acordo com pesquisadores da Universidade de Ohio, ajuda a reduzir níveis de componentes inflamatórios que podem levar à complicações cardíacas como o infarto.

 

Sementes oleaginosas:

Ricas também em ácidos graxos insaturados (ômega-3 e 6) são alimentos aliados ao combate do estresse. Fontes de selênio, um poderoso antioxidante, as castanhas do Pará colaboram com a capacidade do bom funcionamento da memória e combate aos radicais livres. Já as amêndoas, semente de girassol e semente de abóbora são ricas em vitamina B2, vitamina E, Magnésio e Zinco, tendo a capacidade de aumentar a produção de serotonina. A vitamina E tem ação antioxidante, destruindo os radicais livres relacionados ao estresse e doenças cardíacas.

 

Laranja, morango, maracujá, acerola, kiwi e goiaba:

São frutas que contém boas quantidades de vitamina C e minerais como o magnésio, cálcio e potássio. Os nutrientes encontrados nesses alimentos assessoram mecanismos da regulação da pressão arterial, mantém os níveis de cortisol (hormônio excretado em resposta ao stress e ansiedade) baixos e fortalece o sistema imunológico. A falta de vitamina C no organismo pode também acarretar em menores quantidades de ferro absorvido, podendo levar a quadros de anemia, acarretando também na falta de disposição.

 

Espinafre e brócolis:

São fontes de potássio e ácido fólico, essenciais na atividade celular e garantindo o desempenho do sistema nervoso, por ter boas quantidades de vitaminas A e C, do complexo B, fosfato e magnésio, que quando em baixas quantidades no organismo pode propiciar o surgimento de dores de cabeça, enxaqueca e fadiga. Baixas quantidades de magnésio disponível resultam na simulação da produção de GABA e ajuda a produzir dopamina, levando ao relaxamento.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você