Corrida durante a gravidez: cuidados e orientações

Saiba como manter o esporte presente na rotina de forma segura

Mulher grávida com as mãos sobre sua barriga corrida durante a gravidez
(Foto: Visual Hunt)

Realmente a corrida durante a gravidez traz benefícios às gestantes? Esse é uma pergunta que por muito tempo as futuras mamães, preocupadas com a sua saúde e de seus bebês, se fazem. O período de gestação exige cuidados redobrados com o corpo e a saúde. É sem dúvidas um dos momentos mais especiais da vida de muitas mulheres e antes de colocar qualquer atividade em prática, a futura mãe deve ter certeza que não trará riscos riscos ao organismo e ao bebê. Mas mesmo com atenção em dobro, a gravidez não significa abandonar os exercícios físicos, mesmo a corrida, que pode ser benéfica à gestante. A simples produção de endorfina, hormônio liberado durante a prática de atividades físicas, pode proporcionar tranquilidade e bem estar à mulher.

Segundo o ginecologista e obstetra Dr. Domingos Mantelli, desde que não haja qualquer contraindicação médica, a mulher pode correr durante a gestação. Entretanto, o esporte deve ser liberado apenas em casos de quem já corria e está adaptada à atividade. “Os treinos devem ser realizados sob supervisão de um profissional que esteja acostumado ou seja especialista em lidar com gestantes. Nunca deve-se sair para fazer corridas sem autorização e sem supervisão”, alerta.

Em casos de gravidez de risco, com incidência de sangramentos, cólicas intensas, náuseas, vômitos ou qualquer contraindicação orientada pelo obstetra, as atividades físicas não são indicadas e podem comprometer a saúde da mãe e do bebê.

Corrida durante a gravidez

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você