Connect with us

O que você está procurando?

Nutrição

Dieta anti-inflamatória: nutróloga revela a maneira correta de fazer

Nunca se esqueça que a alimentação é aliada na prevenção de doenças

Prioridades de consumo na dieta anti-inflamatória
Prioridades de consumo na dieta anti-inflamatória - Shutterstock

Além de ter a proposta de luta natural contra os processos inflamatórios, a dieta anti-inflamatória contribui na desinflamação do corpo e é o bastante para ajudar o corpo a transformar calorias em energia. A médica nutróloga do Hospital Sírio-Libanês Dra. Andrea Sampaio vai definir na sequência as prioridades de consumo na dieta anti-inflamatória em entrevista exclusiva para o Sport Life.

Dieta anti-inflamatória é boa para emagrecer?

“A dieta anti-inflamatória não é uma dieta para perder peso. É uma reeducação alimentar, que contempla todos os grupos alimentares tanto macronutrientes quanto os micronutrientes. Porém, com escolhas saudáveis, de boa qualidade, respeitando a individualidade de cada indivíduo, mantendo o equilíbrio, com alimentos, que contribuem para redução da inflamação e um bom funcionamento do organismo”, garante a doutora Andrea.

Como fazer uma boa dieta anti-inflamatória

Ácidos graxos poli-insaturados

Em especial o ômega 3, rico em EPA (Ácido eicosapentaenoico) e DHA (Ácido docosahexaenoico) encontrados em peixes de água fria, como salmão, atum, sardinha, bacalhau e nos óleos vegetais, como semente de linhaça e nozes.

Antioxidantes ricos em vitamina C e Vitamina E

Laranja, limão, acerola, abacate e azeite de oliva extravirgem.

Compostos fenólicos

Presentes na maçã, jabuticaba, frutas vermelhas ou berries; vegetais folhosos, raízes e tubérculos; temperos, como a cúrcuma e o gengibre; e chá verde.

Carotenoides

Responsável pelas colorações vermelha, alaranjada e amarela de frutos e vegetais como, espinafre, brócolis, batata doce, abóbora, cenoura e tomate.

Compostos organos sulfurosos

Alho (allium sativum) e cebola (allium cepa).

Brássicas

Brócolis, repolho, couve-flor, rabanete, couve-de-bruxelas, couve e agrião.

Probióticos

São preparações ou produtos contendo microrganismos viáveis, bem definidos e em quantidades suficientes para alterar a microbiota intestinal quando administrado em quantidade adequada, o que confere benefícios à saúde do hospedeiro como os dos gêneros lactobacilus e bifidobacterium.

Fibras alimentares

Encontradas nos grãos integrais, raízes, frutas e hortaliças que podem ser solúveis, que formam um gel em contato com a água aumentando o tempo de absorção dos nutrientes ajudando a reduzir os níveis de colesterol e glicemia sanguíneo. As fibras insolúveis, que permanecem intactas ao longo de todo tubo digestivo favorecendo ao aumento do volume e fluidez das fezes da motilidade intestinal, que atuando como laxantes naturais.

Escrito por

Advertisement

Últimas Noticias

Nutrição

A melhor exposição ao sol é o combustível para ter esse tipo de absorção

Emagrecimento

Lembre-se que esse processo pode ser feito de maneira tranquila

Treinos

Saiba manter certo tom de vaidade para não afetar os seus treinos

Nutrição

Outro motivo para valorizar esse tipo de alimentação

Nutrição

Opção que ajuda a te deixar quentinho em tempo gelado

Emagrecimento

O esporte é a “ferramenta” que facilita esse processo de perda de peso

Advertisement

Você também vai gostar

Nutrição

A melhor exposição ao sol é o combustível para ter esse tipo de absorção

Emagrecimento

Lembre-se que esse processo pode ser feito de maneira tranquila

Treinos

Saiba manter certo tom de vaidade para não afetar os seus treinos

Nutrição

Outro motivo para valorizar esse tipo de alimentação