Dia Internacional do Yoga: como praticar em casa e espantar o frio

Modalidade oferece diversos benefícios para a saúde física e mental

Dia Internacional do Yoga
Dia Internacional do Yoga / Foto: Shutterstock

Hoje, 21 de junho, é o Dia Internacional do Yoga. Uma data simbólica, feita para celebrar e enaltecer os benefícios que a prática milenar pode proporcionar para a saúde do corpo e da mente.

“O yoga é um relevante mecanismo de combate à ansiedade. A pessoa ansiosa, em geral, respira de forma muito rápida e curta (hiperventilação). Essa forma de respiração é uma das maiores responsáveis pelo surgimento de sintomas físicos”, diz a professora Bianca Lobster.

“A prática alonga e fortalece a musculatura do corpo, corrige a postura e aumenta a consciência corporal. O yoga ainda proporciona um excelente condicionamento cardiorrespiratório, aumenta a concentração, os reflexos e o equilíbrio psicoemocional”, completa a instrutora Patrícia de Abreu Burgo.

Por isso, nesse Dia Internacional do Yoga, com a ajuda das especialistas na modalidade, separamos cinco dicas para você começar a praticar a atividade em casa. Afinal, hoje também é o primeiro dia do inverno. E nada melhor do que mantar a saúde sem precisar passar frio na rua, não é mesmo? Confira:

Como fazer yoga em casa e espantar o frio

Como começar?

  • Vista uma roupa confortável para o yoga, que não aperte o corpo e permita manter a temperatura ideal. Não calce sapatos;
  • Escolha o lugar de casa em que mais se sente bem. Pode ser, por exemplo, a varanda para aproveitar o sol da manhã, o terraço do prédio, a área da piscina, o jardim ou mesmo o tapete da sala;
  • Conheça seus limites e não tente forçar um alongamento no yoga;
  • Encare esses minutos como um tempo de dedicação ao seu corpo e à sua mente, um período de autocuidado e autocarinho, que vai se estender para além do Dia Internacional do Yoga. Não encare como uma obrigação;
  1. Primeiro passo: respiração
  • Sente-se confortavelmente em uma cadeira com os pés apoiados no chão, ou no chão com as pernas cruzadas e a coluna reta. Posicione as mãos sobre as costelas, com as pontas dos dedos se tocando. Feche os olhos e inicie a mentalização da respiração.
  • Inspire pelo nariz, enchendo a barriga de ar. Expire, murchando a barriga como se tentasse levar o umbigo à coluna. Esta é a chamada respiração diafragmática. Mentalmente, faça uma contagem para regular o ritmo da respiração, por exemplo: três tempos para inspirar e 5 tempos para expirar.
  • Realize uma série de 10 a 20 respirações, mantendo sempre o relaxamento e a concentração total nos músculos envolvidos e na contagem do tempo.
  1. Fortalecimento da pelve
  • Deitada de barriga para cima, mantenha o joelho flexionado e os pés apoiados na superfície. 
  • Respire e eleve o corpo, retirando do solo o quadril e a coluna até a parte dos ombros. Volte à posição inicial expirando, encostando vértebra por vértebra, dos ombros ao fim da coluna, no chão.
  • O exercício colabora com a prevenção de incontinência urinária.
  1. Alívio da tensão e das dores nas costas
  • Fique na posição de quatro apoios, de barriga para baixo, com as mãos na direção dos ombros e os joelhos na direção do quadril.
  • Inspire e flexione a coluna para o alto, levando a cabeça para baixo. Expire e volte à posição inicial do yoga, olhando para a frente.
  1. Alongamento das pernas
  • Sentada com ambas as pernas estendidas e afastadas uma da outra, mantenha a coluna ereta e os ombros alinhados. Rode o tronco na direção da perna esquerda, inclinando o corpo sobre a perna, levando as mãos na direção do pé. Inspire pelo nariz e expire pela boca durante todo o alongamento.
  • Mantenha a posição por 20 a 30 segundos, respeitando seu limite no yoga. Retorne à posição inicial e repita para o outro lado. 
  1. Flexibilidade do quadril
  • Deitada de costas, mantenha os braços abertos e relaxados, pés apoiados no solo, joelhos flexionados.
  • Realizando uma rotação de quadril, deixe as pernas caírem para o mesmo lado do quadril. Mantenha-se olhando para o alto e com os braços no chão. Inspirando e respirando, fique na posição por 20 a 30 segundos. Volte à posição inicial e repita para o outro lado.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você