Correr na esteira funciona? Entenda qual o treino ideal para cada objetivo

Atividade pode acelerar o emagrecimento, prevenir lesões e aprimorar o condicionamento físico

Correr na esteira funciona
Foto: Shutterstock

Correr na esteira funciona mesmo ou é melhor correr apenas na rua? Quase todo iniciante em atividades físicas já deve ter se questionado sobre isso. E a resposta é sim, funciona. Mas, também depende um pouco do objetivo. Para pessoas que estão se preparando para alguma prova ao ar livre, como a SportLife Run, é claro que o indicado é realizar treinos na rua. A prática vai simular muito mais as exigências da competição. Nesse caso, a esteira funcionaria apenas como um complemento, para dias em que não for possível correr na rua, por exemplo.

Mas, se o objetivo é emagrecer ou melhorar o condicionamento físico, esteira funciona tanto quanto correr na rua. Na verdade, existem vantagens e desvantagens em ambas as modalidades. Cabe ao próprio corredor analisar os aspectos de cada tipo de corrida e escolher o que é melhor para ele, de acordo com o momento. Nada impede que o indivíduo também intercale os treinos na rua, com treinos na esteira. Basta ter um bom profissional para ajudá-lo na decisão.

“As vantagens da corrida de rua são a motivação pelas paisagens diferentes e mais atrativas e a variação de estímulos (subidas, descidas, diferentes tipos de terrenos). No entanto, as condições climáticas podem afetar o treino e há um impacto maior para as articulações. Já na esteira, a pessoa terá um ambiente climatizado, com acesso mais fácil à água para hidratação, além de um sistema de amortecimento e controle dos indicadores do treino (velocidade, ritmo médio, inclinação, frequência cardíaca). A desvantagem, nesse caso, é que, em um ambiente fechado, o treino pode ficar um tanto monótono”, analisa Jésica Hakamine, gerente técnica da Smart Fit.

Aprenda a correr na esteira

É muito comum que pessoas iniciantes, geralmente, com objetivo de emagrecer rapidamente, queiram passar horas na esteira. Porém, é fundamental entender que não é possível perder o excesso de peso de um dia para o outro. Para queimar gordura corporal é preciso uma combinação de fatores, como boa alimentação, orientação correta e regularidade. Passar horas na esteira, sem saber ao certo o que está fazendo, pode gerar lesões e atrasar seus resultados.

Por isso, segundo a treinadora Hakamine, existem alguns fatores que precisam ser respeitados na hora de correr na esteira. Nada de ficar segurando nos apoios o tempo todo, ignorar o aquecimento e o alongamento, perder a postura, se distrair facilmente ou usar calçados inadequados. O ideal é começar aos poucos, com sessões curtas e intensidade moderada. E, com o tempo, aumentar a velocidade e a duração de forma gradativa.

E para quem quer entrar em forma, apostar em treinos longos nem sempre é a melhor alternativa. “Uma boa estratégia para emagrecer é o método de treinos intervalados, que alternam intensidades leves e fortes. A recomendação é buscar um profissional que possa criar esse treino, com base nas características e objetivos do aluno”, conta a especialista.

Outras atividades

Algumas academias também proporcionam uma variedade de equipamentos para exercício aeróbico, como bicicletas ergométricas, elípticos, simuladores de escada e até remo. E são boas alternativas para o condicionamento físico e perda de peso também. “Modalidades como bicicleta e transport contribuem para uma melhora da condição cardiorrespiratória e, consequentemente, para o emagrecimento. Porém, a corrida na esteira mobiliza uma maior quantidade de grupos musculares envolvidos na atividade, o que faz com que o gasto energético seja superior nessa modalidade”, conta Hakamine.

A especialista também ressalta a importância de consultar um professor de educação física para avaliar e elaborar um programa de treino adequado, de acordo com as individualidades e objetivos de cada aluno.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você