Saiba o que é refluxo e como a atividade física pode ajudar

Refluxo requer atenção médica e precisa ser devidamente tratada. E o exercício físico pode te ajudar a ficar longe dessa doença

Refluxo: entenda o que é e veja como a atividade física pode ajudar
Foto: Shutterstock

Muitas pessoas podem ter refluxo com uma certa frequência, sem saber exatamente do que se trata, como identificá-lo e combatê-lo. Confira então, algumas coisas que você precisa saber quando o conteúdo do estômago volta para o interior do esôfago.

O cirurgião do aparelho digestivo Dr. Rodrigo Barbosa, da capital paulista, explica que o refluxo é considerado uma doença e a azia não é seu único sintoma. “Existem outros sintomas além da azia como a dor no peito, regurgitação, tosse, rouquidão, pigarro e por aí vai. Tudo isso aparece por conta da corrosão provocada pelos ácidos digestivos que normalmente, são consequência da ingestão dos alimentos gordurosos, industrializados e picantes – considerados os grandes vilões para quem tem refluxo”, aponta.

Ainda que o refluxo não se relacione com gastrite e úlceras gástricas, Dr. Rodrigo alerta para a necessidade de investigar a doença, que pode ser descoberta por uma análise clinica ou através de exames de investigação, de medição das funções motoras e de funcionamento da parte gástrica em geral.

“Vale ressaltar que a doença precisa ser devidamente tratada e não bastam chás, antiácidos, protetores do estômago, etc. As medidas essenciais são: mastigar bem, não ingerir líquidos durante as refeições, perder peso, evitar tabagismo, comer fracionadamente e não se deitar imediatamente após as refeições. No mais, a reeducação alimentar com redução de gorduras e o acompanhamento médico são fundamentais, já que, em casos mais graves, a cirurgia pode ser a única salvação”, complementa.

E claro que a atividade física também tem sua contribuição para o alívio desse mal. “A prática de exercícios tem efeito benéfico em indivíduos com refluxo gastroesofágico, devido ao aumento da contenção do esfíncteres esofagianos, impedindo retorno do conteúdo do estômago. Além disso, tem efeito benéfico na flora intestinal o que reduz a produção gases, trazendo a sensação de bem estar”, encerra.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você