Queda do nível técnico está relacionada com excesso de jogos

Especialista explica como o grande número de partidas em curto espaço de tempo afeta o desempenho dos jogadores de futebol

Futebol: Queda do nível técnico está relacionada com excesso de jogos
Foto: Reprodução/Freepik

Você já percebeu que quando você corre todos os dias ou treina sempre acaba sofrendo com uma queda de desempenho? E com os jogadores de futebol não é diferente. Submetidos a uma maratona de jogos nesse início de temporada, o nível técnico das partidas foi afetado. Por isso, convidamos a palestrante, escritora, especialista em fisiologia e meditação Debora Garcia a explicar o motivo disso acontecer.

“Um jogo de futebol tem um alto nível de exigência física, por ser um esporte misto, quem tem tanto explosão nas corridas como resistência pelo tempo de duração e os momentos, isso fica claro ao se observar que um jogador pode perder até 3kg em uma partida. A requisição dos músculos e articulações de atletas de alto rendimento é muito grande, o que também deixa claro que alto rendimento não é exatamente um exemplo de saúde pelos excessos exigidos do corpo desse atleta. Segundo pesquisa científica um jogador pode chegar a correr 12 km em uma partida, dependendo de sua função/posição e também do perfil tático adotado por aquela equipe. Tendo em vista que a fase preparatória nesse período de pandemia, pode ter sido alterada, o pré-campeonato, que é um período do plano de treinamento onde se trabalha volume de treino, para que o jogador tenha resistência durante a temporada já dá uma ideia de que as respostas dos atletas dentro do campo talvez não seja exatamente a mesma que em condições normais”, comenta.

A especialista ainda dá três dicas para ajudar a evitar esse desgaste no futebol. Além disso, reforça a importância da equipe multidisciplinar. Pois as demandas físicas até a pressão psicológica que os jogadores estão sofrendo nesse momento, precisam de uma atenção especial.

1) Cuidar do volume e intensidade dos treinos entre partidas de futebol, pois “essa conta” tem um preço que será pago dentro do campo, mas ficar totalmente off também pode trazer prejuízos, afinal precisamos lembrar que a preparação desses atletas tem vários elementos, como técnica, tática, força, resistência e acredito que não absolutamente nada pode afetar negativamente o desempenho.

2) Mas coisas que talvez sejam consideradas simples podem fazer muita diferença como a alimentação adequada, para uma melhor recuperação do organismo de cada jogador, cuidar e respeitar a necessidade de sono, pois muitas respostas fisiológicas só ocorrem quando dormimos e até no controle do stress pode ser beneficiado com o sono de qualidade.

3) Uma boa hidratação não pode ser negligenciada, é preciso lembrar que o organismo é como uma orquestra e precisa ser olhado em todas partes para que haja harmonia e um bom desempenho, e recursos específicos como imersão de banheira de gelo podem ajudar nessa recuperação no futebol.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você