Yoga é a principal atividade para combater o estresse do trabalho, diz estudo

Confira algumas dicas simples e eficientes para começar a praticar a modalidade e melhorar o bem-estar mental

yoga
Yoga pode combater o estresse / Foto: Shutterstock

O yoga é uma atividade milenar e, até certo ponto, complexa para alguns. No entanto, é fato que, após algum tempo de prática, a maioria das pessoas cria um vínculo considerável com a modalidade. Já sabemos também que, assim como outros exercícios físicos, o yoga oferece uma série de benefícios para a saúde do corpo e da mente.

Por si só, praticar yoga é algo considerado relaxante. No entanto, a atividade, talvez, seja a mais indicada para quem quer combater o estresse provocado pelo trabalho. Foi o que revelou uma meta-análise publicada pelo Journal of Occupational Health. Os pesquisadores reuniram e avaliaram mais de 600 profissionais de saúde, que convivem diariamente com uma imensa responsabilidade e pressão durante o trabalho.

O objetivo foi comparar os efeitos que algumas atividades provocariam nos níveis de estresse dos voluntários. Entre as modalidades testadas estavam técnicas conhecidas por favorecer o bem-estar da saúde mental, como massagens terapêuticas, alongamento e até mesmo o relaxamento muscular progressivo. Mas, quem obteve o melhor resultado foi, justamente, o yoga.

“O yoga é uma atividade que trabalha corpo e mente de forma integrada, aliando movimentos, exercícios de respiração, relaxamento e auto-observação. Por isso, os benefícios da prática não são apenas para o corpo, são também para a mente e podem estender-se até para outras áreas como a saúde social, por exemplo”, explica Tallyta Mendes, instrutora de yoga.

Outro grande benefício do yoga é que qualquer pessoa saudável – independente do condicionamento físico, sexo, ou idade – pode praticar. E não precisa nem sair de casa. Basta procurar orientação profissional e separar um cantinho confortável. Confira algumas dicas simples para começar agora mesmo:

  • Escolha uma roupa confortável, que não aperte o corpo e permita manter a temperatura ideal;
  • Não use sapatos;
  • Separe o lugar de casa em que mais se sente bem. Pode ser, por exemplo, a varanda para aproveitar o sol da manhã, o terraço do prédio, a área da piscina, o jardim ou mesmo o tapete da sala;
  • Conheça seus limites e não tente forçar um alongamento ou postura no yoga;
  • Encare esse momento como um tempo de dedicação ao seu corpo e à sua mente, um período de autocuidado e carinho. Não como uma obrigação.

Fontes: Tallyta Mendes, instrutora de yoga e Veja Saúde

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você