Connect with us

O que você está procurando?

Busca

Corrida

A garota que desaba depois de cada corrida

Conheça a história de perseverança e determinação de Kayla Montgomery

Foto: Reprodução

Aos 14 anos, Kayla Montgomery era uma garota ativa e apaixonada por atividades físicas. Sempre incentivada por seus pais a se dedicar aos esportes, ela encontrou no futebol sua grande paixão e ingressou no time feminino de sua cidade, na Carolina do Norte. Mas, com o decorrer dos treinos e competições, percebeu que algo estava errado.

+ Conheça pessoas que mudaram de vida com a corrida 

Reprodução

Reprodução

Após os jogos, Kayla não sentia os dedos dos pés e muitas vezes as pernas. Em 2010, o diagnóstico foi dado: a jovem atleta sofria de esclerose múltipla, doença crônica que ataca o sistema nervoso central e afeta a capacidade do cérebro de controlar funções como andar, falar e enxergar. A esclerose múltipla não tem cura e o processo de degeneração do cérebro é irreversível. O tratamento consiste apenas em tentar retardar a perda dos movimentos.

Reprodução

Reprodução

Kayla foi obrigada a desistir do futebol, esporte de muito contato físico. Mas após alguns de meses de fúria e negação, ela resolveu usar sua doença para ir mais longe: Kayla começou a correr.

Reprodução

Reprodução

Com ajuda da medicação e de seu treinador, Kayla se destacou no esporte e, logo em seguida, começou a competir. A esclerose múltipla foi como um impulso: quando a temperatura do corpo aumenta durante a corrida, ela deixa de sentir suas pernas, o que significa não sentir dor ou necessidade de parar. Kayla tornou-se uma das jovens corredoras mais rápidas do país.

Reprodução

Reprodução

Entretanto, quando cruza a linha de chegada sem sentir os movimentos, parar e permanecer em pé é impossível. Este é o momento em que seu treinador está lá para segurá-la, até que a temperatura de seu corpo volte ao normal e recupere os movimentos. Mas ela se sente feliz e ainda uma garota normal quando corre. Desfrutando de cada segundo em que ainda pode se mover.

Reprodução

Reprodução

Em sua última competição do Ensino Médio, Kayla terminou a prova como praticamente todas as outras: desabando nos braços de seu treinador e em primeiro lugar.

Reprodução

Reprodução

E você, qual é a sua desculpa para não tentar?

 

Confira o vídeo com a história de Kayla:

Escrito por

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Últimas Noticias

Nutrição

Saiba a quantidade mínima ideal para conseguir manter um padrão saudável

Nutrição

Endocrinologista explica que apostar nessas opções pode ajudar a emagrecer

Nutrição

Ainda assim, não esqueça que esse suplemento não é milagroso

Nutrição

A dieta equilibrada não deixa de ser fundamental nesta época

Nutrição

Fruto que ajuda na melhora do desempenho físico

Nutrição

Essa condição denota o "terror" do público da terceira idade

Advertisement

Você também vai gostar

Corrida

Brian Naykki venceu o sedentarismo e mudou de vida graças à corrida. O americano precisou de um empurrãozinho de seu médico e logo começou...

Corrida

Conheça a história inspiradora de Débora Aquino, blogueira que buscou motivação na corrida e venceu o câncer de mama

Saúde

Corredor encontrou no esporte inspiração e com muita força e determinação conseguiu mudar de vida e elevar sua autoestima através da corrida

Corrida

"Vida Corrida", da jornalista Angélica Brum, conta a história de 6 pessoas viciadas pela corrida