Descubra quais alimentos causam inchaço corporal

O inchaço corporal aparece quando menos esperamos. Especialista revela os alimentos que podem deixar a barriga estufada e dá dicas para evitar o desconforto

inchaço corporal
Foto: Shutterstock

Certamente você tem ou pelo menos já teve inchaço corporal alguma vez. Então sabe o tanto que ele incomoda, as roupas ficam mais apertadas, pernas e pés pesados, abdome distendido. Mas já se perguntou por que isso acontece? Será que tem alguma relação com o que você vem comendo?

Essa retenção de líquidos corporais pode ter causas diversas, desde alterações hormonais, sobrepeso, intoxicação por metais tóxicos, intoxicação por parasitas, até mesmo o consumo de algumas bebidas e também de alguns alimentos.

A nutricionista Letícia Fontes, nutróloga da clínica MEI, listou os alimentos vilões para o inchaço corporal e os que podem ajudar no processo de retenção. Veja abaixo:

Alimentos que devem ser evitados

  • Bebidas gaseificadas: elas possuem pH muito ácido.
  • Bebidas enlatadas ou em caixinhas: contêm excesso de conservantes.
  • Alimentos com excesso de sal refinado (sódio): embutidos, biscoitos, temperos prontos, sopa/macarrão instantâneo, molho pronto.
  • Alimentos com corantes artificiais: balas, gelatinas e refrigerantes.

Além de evitar esses “vilões”, existem outras bebidas e alimentos que podem te ajudar a diminuir o inchaço corporal:

Alimentos que diminuem o inchaço

  • Água de coco
  • Chá de cavalinha
  • Chá de hibisco
  • Chá verde
  • Chá de quebra-pedra
  • Pepino
  • Agrião
  • Salsão
  • Melão
  • Melancia
A nutricionista Letícia Fontes lembra que é preciso consumir no mínimo dois litros de água diariamente para um bom funcionamento dos rins, sistema circulatório e linfático. A ingestão de água também é um grande auxílio no processo de eliminação de toxinas.
Além da alimentação, a prática de exercícios físicos também é essencial para reduzir o inchaço e melhorar a circulação. Se você sofre com muita retenção, não esqueça de procurar um especialista para te ajudar a resolver o problema.

Fonte: Letícia Fontes, nutróloga da Clínica MEI – Medicina Integrativa

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você