Corrida é essencial na prevenção de doenças cardiovasculares

Quem corre melhora o sistema cardiovascular e fica longe da hipertensão, da diabetes, da obesidade, de acidente vascular cerebral e infartos

Corrida é essencial na prevenção de doenças cardiovasculares
Fonte: Getty Images

Quem corre sabe que algumas melhoras são visíveis. A disposição aumenta, o estresse diminui e, com isso, o bem estar fica elevadíssimo. A corrida, atividade que exige que o coração aumente o fluxo de sangue para todo o corpo o tornando mais eficiente e resistente, tem papel especial na prevenção de complicações na saúde, principalmente cardiovasculares.

Além disso, também são perceptíveis melhoras no equilíbrio e na flexibilidade. Mas as vantagens ainda vão além: estão na prevenção, no tratamento e recuperação de doenças físicas e mentais!

Segundo a médica especialista em nutrologia e medicina do exercício, Dra. Alice Amaral, o que faz a corrida agir como prevenção e tratamento de doenças é a redução da gordura corporal, estabilização da pressão arterial e aumento da força muscular e capacidade cardiorrespiratória. “O sistema cardiovascular trabalha de forma mais eficiente, os vasos e artérias ficam livres das placas de gordura e o sangue flui mais livremente. Assim os vasos sanguíneos mantêm mais elasticidade e a capacidade respiratória também aumenta, já que os pulmões se exercitam mais”, explica.

Prevenção

Com a melhora do sistema cardiovascular e respiratório, doenças como hipertensão, diabetes e obesidade podem ser prevenidas com a prática regular da corrida, assim como os riscos de acidentes vasculares cerebrais e infartos. Não existe idade certa para começar a correr, mas quanto antes aderir a um estilo de vida mais saudável, menos riscos de doenças e complicações futuras o corredor terá. Os ritmos de treino devem sempre ser estabelecidos com a supervisão de um profissional, principalmente para quem já passou por complicações cardiovasculares e/ou está acima do peso.

Tratamento

A corrida afeta positivamente a oxigenação dos tecidos do organismo como um todo, fazendo com que efeitos do sedentarismo, que muitas vezes são sintomas de complicações mais graves, desapareçam ou sejam ao menos minimizados. Dores de cabeça, indisposição, tensão e dores musculares são problemas frequentes que podem ser combatidos com a prática de exercícios.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você