Que tal fortalecer o corpo e ganhar mobilidade? Renda-se ao pilates!

O pilates é a técnica que consegue fortalecer a musculatura, melhorar a performance de quem pratica atividades físicas e prevenir lesões

Que tal fortalecer o corpo e ganhar mobilidade? Renda-se ao pilates!
Que tal fortalecer o corpo e ganhar mobilidade? Renda-se ao pilates!

Com diferentes objetivos, muita gente vem unindo duas ou mais modalidades de exercícios físicos na rotina: pode ser para melhorar a performance, acelerar a mudança na silhueta ou simplesmente para ter mais de uma opção durante a semana e não enjoar da atividade. Desde que sejam respeitados os limites de cada um e que haja orientação de profissionais capacitados, unir diferentes exercícios físicos só traz vantagens para o praticante. Com isso, o pilates vêm ganhando cada vez mais adeptos.

Quem gosta de corrida, por exemplo, precisa fortalecer os músculos a fim de prevenir lesões ou ganhar resistência. Nesse sentido, os exercícios de força e os de flexibilidade podem ser incluídos na planilha de corrida, com a frequência e intensidade adequadas para cada pessoa.

Uma pesquisa realizada pelo Grupo de Estudos em Desempenho Aeróbio (GEDAE) e pela Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo mostrou que exercícios de força máxima melhoram o rendimento dos corredores. Foram analisados 18 praticantes de corrida divididos em dois grupos: um treinou força máxima e o outro serviu de grupo de controle. Segundo a responsável pela pesquisa Mayara Damasceno, oito semanas de treinamento de força máxima melhoraram o desempenho em corredores em uma prova de 10km, que mantiveram velocidades mais elevadas em toda a segunda metade da prova e diminuíram em média 1 minuto no tempo de prova. O treinamento de força incluía exercícios simples como agachamento, flexão plantar e leg press.

O pilates é multifuncional

Se exercícios como musculação e alongamento são capazes de beneficiar pessoas que correm, imagine então uma modalidade que una todas essas características. É o que faz o pilates, que promove fortalecimentos dos músculos e melhora do equilíbrio e da flexibilidade, efeitos bastante úteis na prevenção de lesões durante a corrida. “O pilates é excelente para trabalhar a estabilidade lombo-pélvica, o que auxilia na prevenção de dores na região lombar, muito comum em pessoas que correm. Também fortalece a musculatura local mais profunda, responsável por essa estabilidade; além de melhorar a postura e o centro de gravidade do corpo, o que auxilia na impulsão vertical”, explica a profissional de educação física Audrea Lara, criadora do www.balletpilates.com.br.

Assim como a musculação, o pilates trabalha a musculatura das pernas, bastante exigidas durante a corrida de longa duração. “Por isso, é importante fortalecê-las, principalmente trabalhando com o alinhamento, para evitar lesões nos ligamentos e tendões por movimentos repetitivos”, destaca Audrea Lara.

Contudo, o fortalecimento do core é tão importante quanto o das pernas. O “core” é o centro de força, formado pelo grupo de músculos do abdômen, lombar, quadris e glúteos, de onde deve surgir a energia necessária para a realização dos exercícios e, dali, fluir para as extremidades. Quando se trabalha adequadamente o core, o praticante de pilates consegue ter a postura corrigida, sentir menos dores e realizar diferentes exercícios com mais fluidez.

Além disso, exercícios de alongamento coordenados com a respiração compõem o pilates. Trabalhar a flexibilidade também é fundamental para prevenir lesões nas articulações durante a corrida. “O pilates ainda gera uma compensação do trabalho repetitivo dos movimentos da corrida. O fato de equilibrar as forças e estabilizar os segmentos corporais também gera um realinhamento segmentar, o que mantém o centro de gravidade na posição correta, distribuindo assim os apoios. Isso faz economizar energia e a corrida ficar mais eficiente, importante em provas de longa duração”, acrescenta a educadora física.

União que deu certo

Quem conhece os benefícios de combinar a corrida com o pilates é a fisioterapeuta Carolina Campanari Rorato. Além de instrutora de pilates, Carol é praticante desde 2010 e corredora desde 2014. “Notei os benefícios logo no início, quando eu ainda não corria. Melhorou a postura, a resistência no dia a dia, a flexibilidade. Falando especificamente do pilates para a corrida, ele promove um desgaste menor do corpo e um rendimento maior na corrida. Melhora a mobilidade, a flexibilidade e a consciência na hora do movimento”, relata.

A fisioterapeuta sugere alguns exercícios que podem ser realizados pelos corredores a fim de melhorar a performance, mas explica que o objetivo do pilates é trabalhar o corpo inteiro, bem como a respiração e a coordenação. “O repertório do pilates é extenso e é injusto eu citar apenas alguns exercícios que seriam benéficos para a corrida – é uma progressão dos movimentos educativos, uma correção. Tendo como base que o pilates trabalha a mobilidade, o fortalecimento de core e a resistência da musculatura profunda, só temos a ganhar com a prática, tanto na corrida quanto em outros esportes”, finaliza.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você