Tipo de superfície determina a escolha do calçado ideal

Asfalto, concreto, grama, pista, esteira, areia ou terra… É importante trocar o calçado utilizado de acordo com a superfície escolhida

superfície
Foto: iStock/Getty Images

Cada superfície provoca um tipo de impacto diferente, por isso é preciso saber escolher o parceiro correto – não adianta correr em trilha e na praia com o mesmo modelo de calçado. Caso erre na escolha, o desconforto será grande, além do risco de uma lesão.

Veja o que procurar em um tênis dependendo do tipo de piso em que vai correr.

Asfalto  
A primeira escolha dos corredores é liberada para todo tipo de treino, de tiros a longões. Corredores lesionados geralmente recebem a orientação de evitar o asfalto, mas isso nem sempre é necessário. “Aqueles que têm tendência em torcer o tornozelo não devem procurar superfícies irregulares, como grama ou terra. Prefira o asfalto e use um tênis com bom amortecimento”, sugeriu Hirofumi Tanaka, pesquisador do departamento de Cinesiologia e Educação para a Saúde da Universidade do Texas (EUA).
Invista em um modelo flexível, leve e respirável, já que o asfalto esquenta bastante.

Concreto 
Pesquisadores ainda discutem sobre o impacto da corrida no concreto. Muitos não acreditam que superfícies duras exijam um tênis com mais amortecimento, pois a força de impacto na verdade não difere quando se corre em locais macias ou rígidas, já que o corpo naturalmente se adapta. Mas, enquanto não houver consenso, evite o concreto para os longões e, se for correr nele, use modelos com mais amortecimento. Ele é apontado por treinadores como a pior superfície, pois a densidade do material é a mais alta de todas e isso não permite que a força se dissipe. Como esse piso oferece um desgaste grande, procure um modelo com solado resistente e com um pouco de flexibilidade.

Terra 
No caso da terra fofa, depende da estratégia. Por ter grande complacência (é macia, moldável), pede um tênis mais rígido para ajudar na propulsão. Em relação ao impacto, a terra batida é muito próxima ao asfalto, enquanto a terra fofa tem similaridade com a grama.

Trilha  
Aqui não é apenas a quilometragem o desafio, mas a natureza. Poças de água, lama, pedras, galhos e chuva são alguns companheiros nessa superfície. E, claro, os tênis de corrida que você usa em outras ocasiões não servem. A presença de ranhuras altas e bem projetadas no solado tem função antiderrapante e garante que o barro desprenda-se com facilidade e não se acumule. Os tênis de trilha devem equilibrar quatro diferentes aspectos: proteção, amortecimento, estabilidade e peso.

Areia 
Estudos da Universidade de Western (Austrália) concluíram que a corrida na areia úmida oferece 30% menos impacto que na superfície rígida. Na areia fofa não faz diferença correr descalço (você pode usar um tênis velho, já que ele serve apenas para proteção contra bolhas e calos) mas, se quiser fortalecer o pé, use um tênis minimalista. Quando a areia for batida (dura), use o tênis para minimizar o impacto. Devido à irregularidade e à maciez do terreno, o calçado precisa dar liberdade para adaptação do pé, por isso, grandes aplicações de borracha não são necessárias e o solado fica mais baixo.
 
Grama 
A diferença entre a grama e o asfalto pode chegar a 16% (é maior no asfalto). Ou seja, não se preocupe tanto com amortecimento. Mas, como a grama não é um piso regular (tem buracos, raízes e poças), ela exige que o tênis tenha flexibilidade e um antiderrapante melhor em seu solado.

Pista de atletismo 
Normalmente, quando se corre na pista deseja-se performance,  tiros ou treinos curtos, mas intensos. Essa superfície, no entanto, tem certo amortecimento pela aplicação de borracha poliuretano, não há necessidade de aplicação de camadas grossas de EVA no tênis. Além disso, o calçado deve ser extremamente responsivo, com alta taxa de aderência ao solo para aumentar a tração e, principalmente, ser extremamente leve. Algumas marcas oferecem sapatilhas com pinos no solado, removíveis ou não. Os removíveis permitem ao atleta personalizar a configuração e substituir os pinos quando houver desgaste. Além dos pinos, a sola das sapatilhas também pode ser composta por borracha ou placa de náilon, oferecendo maior durabilidade e aderência.

Esteira 
O mais adequado é buscar um tênis com solado flexível, com uma borracha de boa aderência para segurança e, principalmente, ventilação. Além da perfeita aderência, recomenda-se o uso de um tênis mais baixo, pois, como a esteira oferece uma superfície amortecida, não é necessário um tênis alto ou com muito amortecimento.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você