Achocolatado é melhor que suplemento na recuperação muscular?

Suplemento esportivo à base de carboidratos? Pesquisa mostra que achocolatado light pode ser até mais eficaz e ter as mesmas calorias

Achocolatado; suplemento
Foto: ShutterStock

Entusiastas da atividade física têm outro motivo para beber achocolatado depois do treino. Estudo feito por pesquisadores da James Madison University e apresentado no encontro anual da Academia Americana para a Medicina do Esporte afirma que o consumo de leite achocolatado light ajuda a recuperação muscular tão bem – e até mais – que os suplementos esportivos à base de carboidratos. E com a mesma quantidade de calorias.

A pesquisa acompanhou 13 jogadores de futebol que participaram de um treino dito “normal” por uma semana, sendo que quatro dias haviam sido de treinamento intensivo. Os atletas receberam doses diárias de suplementos e achocolatado light. Os cientistas fizeram, então, testes para avaliar “marcadores” da recuperação muscular. Os que haviam bebido achocolatado apresentaram níveis mais baixos de creatina quinase, um indicador de dano ao músculo. Não houve diferença entre as duas bebidas nos quesitos teste de performance, fadiga mental e física e força muscular.

O estudo se soma a uma série de evidências de que o leite é tão efetivo para a recuperação muscular e reidratação de atletas quanto as bebidas esportivas. O achocolatado leva a vantagem de conter outros nutrientes não encontrados nos suplementos. Isso é uma grande notícia para os brasileiros, que colocam o leite de vaca entre os alimentos mais consumidos no país.

A proteína contida no leite ajuda a “construir” a chamada musculatura magra, e pesquisas recentes sugerem que ele reduz o dano causado pelo exercício ao músculo. O leite também fornece fluidos para reidratação e minerais como o cálcio, potássio e magnésio, essenciais para quem pratica atividade física intensa.

Vale ainda destacar que, segundo a nutricionista Ana Paula Del’Arco, o leite contêm pequenas quantidades de gordura trans (Ácido Linoleico Conjugado – LCA), naturalmente produzidas no processo de digestão das vacas e, esse tipo ganhou destaque por estar associado a uma série de fatores benéficos à saúde do ser humano.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você