Alimentação e prática de exercícios mudaram com a pandemia

Nutricionista dá dicas de como manter uma dieta saudável mesmo com a nova rotina e cuidar do sistema imunológico

Crédito: ShutterStock

Durante a pandemia, o consumo de alimentos não saudáveis em dois dias ou mais por semana aumentou 5% para embutidos e hambúrgueres, 4% para congelados e 6% para chocolates e doces. Já o consumo de verduras e legumes em 5 dias ou mais por semana caiu 4%, passando de 37% para 33%.  Esses dados são do estudo ConVid – Pesquisa de Comportamentos, realizado pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais e a Universidade Estadual de Campinas.

Em relação à prática de atividade física, entre as pessoas que se exercitavam 3 ou 4 vezes por semana, 46% deixou de se exercitar; e entre quem fazia atividade física 5 dias ou mais por semana, 33% deixou de fazer. Antes da pandemia, 30% das pessoas praticavam exercícios por mais de 150 minutos por semana, tempo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Durante a pandemia, o percentual passou a ser de apenas 13%.

Manter uma alimentação saudável nesse período é fundamental para a imunidade. Por isso, a nutricionista Adriana Stravo elaborou algumas dicas de como se alimentar bem mesmo com a mudança na rotina:

• Não compre quantidades exageradas de cada coisa no supermercado. Primeiro, faça uma lista do que você tem em casa e, depois, vá e compre somente o que está faltando e que poderá ser consumido por duas semanas. E não se esqueça: comece consumindo o que você já tinha antes.

• Organize um cardápio com os ingredientes que não sejam perecíveis, como arroz, feijão, macarrão, grão-de-bico, tapioca, alguns vegetais e o que pode ser mantido congelado, como carnes.

• É preciso ter uma atenção especial com as frutas e os legumes frescos. Alguns duram mais tempo, como maçã, laranja, pera, cebola, batata, abóbora e cenoura. Por isso, comece pelos outros que estragam mais rápido.

• Frutas e legumes congelados também são uma boa opção, pois são nutricionalmente semelhantes aos frescos. Comece pelos frescos e, quando estiverem acabando, mude para os congelados. 

• Para otimizar o espaço no congelador, tire os alimentos de suas embalagens originais e armazene-os dentro de saquinhos plásticos com zíper em porções do tamanho das suas refeições. Não se esqueça de rotular as embalagens, colocando o nome dos alimentos e a data de validade.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você