Biotipos corporais: genética pode alterar os resultados de treino e dieta

Tendência para engordar, emagrecer ou ganhar músculos realmente existe. Educador físico explica o motivo

biotipos corporais
Conheça os biotipos corporais / Foto: Shutterstock

Os biotipos corporais são nada mais do que um termo criado para definir os três principais físicos humanos. São eles: ectomorfo, endomorfo e mesomorfo. Eles são classificados através de heranças genéticas e não podem ser alterados. Por isso, a interferência dessa característica nos resultados de treino e dieta é inevitável.

Isso significa que um determinado estilo de treino e uma estratégia nutricional podem gerar resultados diferentes, dependendo dos biotipos corporais em que são aplicados. Ou seja, se você, por exemplo, é um ectomorfo que está com uma barriguinha a mais e quer emagrecer, o seu plano alimentar e metabólico, não necessariamente, vai funcionar para um endomorfo. E vice-versa.

Dessa maneira, fica claro que entender melhor sobre os biotipos corporais e qual é a característica predominante no seu organismo é fundamental para ter bons resultados na vida fitness. “Os biotipos, além dos traços na aparência, dizem muito sobre o metabolismo. Por isso, fazer essa avaliação física é importante para definir o melhor treino e a melhor dieta. Identificar com clareza qual o seu biotipo ajuda a ter mais qualidade de vida e saúde”, explica Matheus Borges Cardoso, professor da Smart Fit.

O profissional também separou as principais características de todos os três biotipos corporais: ectomorfo, endomorfo e mesomorfo. Lembrando que algumas pessoas podem mesclar determinados traços, mas, um físico específico sempre vai prevalecer. Confira:

Biotipos corporais / Foto: Shutterstock
Biotipos corporais / Foto: Shutterstock

Ectomorfo

“Ectomorfos são aqueles que comem muito, mas, ainda assim, têm muita dificuldade de ganhar peso, seja por meio de gordura ou de massa magra, por terem um metabolismo ultrarrápido. Geralmente, apresentam pernas e braços longos, cintura e quadril estreitos. Podemos associar o corpo a um retângulo, como se os ombros e quadris formassem uma linha reta”, conta Matheus.

Endomorfo

“Já os endomorfos estão no extremo oposto. Com metabolismo lento e muita facilidade para ganhar peso, o grande problema desse tipo físico é perder gordura. Na maioria das vezes, são pessoas de braços e pernas curtas, com cintura e quadris arredondados. Se formos comparar com uma forma, os endomorfos têm corpo oval. Uma singularidade do biotipo endomorfo é que boa parte do peso que ganham vem em forma de gordura. Por isso, para pessoas com esse biotipo é ainda mais importante investir em atividades físicas que gastem essa reserva de energia”, explica.

Mesomorfo

“Por fim, os mesomorfos são caracterizados por ganhar e perder peso muito facilmente. São naturalmente fortes, o que ajuda na construção dos músculos. Os mesomorfos costumam ter os músculos bem definidos e respondem melhor aos exercícios com peso. Contudo, como também apresentam facilidade para ganhar peso em forma de gordura, devem tomar cuidado com o consumo em excesso de calorias”, diz o educador físico.

Qual o seu biotipo corporal

Como vimos, os biotipos corporais diferem entre si. No entanto, também é possível que algumas pessoas apresentem características de mais de um físico. Por isso, identificar qual é a classificação genética do seu corpo, não é tão fácil assim.

“A orientação é sempre buscar por um profissional de educação física ou um nutricionista para ter uma resposta correta. Por mais que existam fórmulas na internet, só um especialista pode fazer a avaliação adequada sobre o biotipo, ou até, se a pessoa tem características de mais de um biotipo”, finaliza Matheus.

Fonte: Matheus Borges Cardoso, professor da Smart Fit e do aplicativo Smart Fit Coach.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você