Como correr sem sofrer: a solução de 6 problemas que sempre aparecem

Aprenda a se precaver e resolver incômodos que desanimam e atrapalham o seu desenvolvimento

Como correr sem sofrer
Como correr sem sofrer / Foto: Shutterstock

Saber como correr sem sofrer é fundamental para manter a longevidade no esporte. Afinal, tudo aquilo que demanda uma grande carga de sacrifício e esforço exagerado, infelizmente, tende a durar pouco. E com a corrida não é diferente. Para que você consiga absorver todos os benefícios que o esporte pode proporcionar, é necessário que a atividade seja o mais prazerosa possível.

Por outro lado, se você já é um praticante intermediário ou avançado e quer potencializar seus treinos para alcançar melhores marcas em competições, saber como correr sem sofrer também é algo muito importante. Não podemos esquecer que, nessa fase, os treinamentos serão cada vez mais exigentes e intensos.

Por isso, com a ajuda do educador físico Joaquim Ferrari, separamos seis problemas comuns do esporte e sugerimos soluções simples, para que você descubra, finalmente, como correr sem sofrer. Confira:

1. “Pontadas” ao tentar respirar

Sabe aquela dor aguda e intensa na região lateral da barriga, que começa a aparecer após um certo tempo de treino e teima a ir embora? Geralmente, ela ocorre por um descompasso na respiração. Por isso, a recomendação é diminuir o ritmo da corrida e tentar retomar o controle respiratório. Se o problema persistir, comece a caminhar até o fôlego voltar ao normal.

2. Bolhas e dores nos pés

Muitas vezes culpamos o tamanho do tênis por problemas relacionados à bolhas e dores nos pés. No entanto, o que alguns não sabem é que, nem sempre, isso acontece porque o calçado é pequeno e apertado. “O tênis não deve ser um número maior. Isso aumenta o deslizamento do pé, gerando bolhas e exacerbando a​s rachaduras no calcanhar”, explica Joaquim. Portanto, para saber como correr sem sofrer, certifique-se de que o número do tênis é compatível com os seus pés.

3. Falta de fôlego

Como diz o ditado popular: a pressa é inimiga da perfeição. É comum que a vontade de progredir no esporte faça com que o indivíduo comece o treino dando 100% de si. Mas, iniciar em um ritmo muito acelerado pode acabar com o seu fôlego e comprometer o restante do foi programado. Por isso, o ideal é estabelecer a intensidade de acordo com o seu condicionamento e seguir o plano à risca. A ajuda de um profissional é fundamental nesses casos.

4. Assaduras

Se você quer saber como correr sem sofrer, é importante evitar assaduras nas pernas. Elas acontecem, geralmente, por causa do uso de roupas inapropriadas para o seu físico. Por isso, é necessário testá-las antes de começar um treino mais longo. “Depois da assadura já feita, o que ajuda muito é colocar vaselina em pasta na região”, aconselha Joaquim.

5. Cãibras

As cãibras podem acontecer por causa do cansaço, desidratação ou déficit de alguns nutrientes no organismo. “Diferente do que a maioria das pessoas pensa, o mineral mais perdido durante a corrida é o sódio e não o potássio. Logo, a maior reposição deve ser de sódio. ​A ingestão de líquidos deve ser feita a cada 15 minutos com um total aproximado de 750 ml por hora”, explica o treinador.

6. Dores musculares e nas articulações

Para entender como correr sem sofrer é necessário que, ao surgimento de qualquer dor relacionada à prática do esporte, seja feita uma investigação médica do problema. “O programa de treino deve considerar essas dores e ser reorganizado de forma que o atleta possa continuar correndo sem riscos de agravamento do quadro”, finaliza Joaquim.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você