Connect with us

O que você está procurando?

Fitness

Costas largas: 6 métodos para desenvolver dorsais mais rápido

Treinador revela como algumas simples atitudes podem potencializar o treino e, consequentemente, o desenvolvimento muscular

Costas largas
Costas largas / Foto: Shutterstock
[PAGE TITLE]

Ficar com as costas largas não costuma ser um dos primeiros objetivos de quem entra na academia. Os homens, geralmente, querem desenvolver braços, ombros e peitoral. Enquanto as mulheres costumam dar mais atenção para os membros inferiores, como glúteos e quadríceps, por exemplo.

Mas, depois de um certo tempo de treino, quem consegue entender a importância de ter costas largas, naturalmente, apresenta um desenvolvimento geral mais rápido na academia. E o motivo, é muito simples: sua silhueta fica mais estética.

Com as costas largas, automaticamente, a cintura aparenta, proporcionalmente, ser mais fina. Mas, além disso, fortalecer a musculatura da parte posterior do tronco é fundamental para manter um equilíbrio de força, evitando dores, desconfortos e até mesmo lesões.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Por isso, com a ajuda do treinador e assessor esportivo, Leandro Twin, separamos seis métodos simples e eficientes para você conseguir desenvolver dorsais mais rápido e, dessa maneira, ficar com as costas largas. Confira:

1. Foco na largura. “As puxadas verticais (de cima para baixo) vão ajudar muito na largura de dorsal e isso é um fator determinante para a estética dessa região”, diz Twin.

2. Mas, sem esquecer da espessura. “Muitos dos meus alunos focam só em largura e as costas ficam sem aquele aspecto de casco de tartaruga atrás. Então, sempre faça exercícios de remada também”, recomenda.

Advertisement. Scroll to continue reading.

3. Priorize as costas largas. “Quando você quer focar em um determinado músculo, uma das técnicas que mais irá funcionar é trabalhar a região que quer focar duas vezes por semana e o restante uma vez por semana. Tome muito cuidado para dividir o seu treinamento de dorsal dessa maneira para que não conflite com outros sinergistas. Ou seja, compensa treinar bíceps juntamente com dorsal e o trapézio com o outro treino de dorsal, para que todos os músculos sinergistas tenham o seu descanso”, explica o treinador.

4. Atenção com a lombar. “Algo que é muito esquecido nos treinamentos são os músculos eretores de espinha ou, simplesmente, a hipertrofia que pode acontecer na região lombar: extensão lombar, levantamento terra e stiff. Todos eles são exercícios muito importantes”, conta o especialista.

5 – Assessórios podem te ajudar. “Caso a sua pegada esteja abrindo durante algum exercício, você pode, temporariamente, usar um instrumento que os fisiculturistas usam chamado streps. Ele entra muito bem para aumentar o tempo de tensão na dorsal quando está limitado pela falta de força na pegada. Obviamente, você também precisa buscar resolver esse problema de pegada”, ressalta o professor.

Advertisement. Scroll to continue reading.

6 – Sempre puxe com as escápulas. “Talvez seja uma técnica muito difícil, que você leve meses e anos para aprimorar, mas sempre tente pensar em puxar com as escápulas, com as dorsal. Durante o treino não imagine que a força está vindo do seu braço e sim das costas, parece muito besta, mas pensar dorsais em um treinamento ajuda na ativação motora e ajuda a tornar consciente o que realmente importa naquele momento”, finaliza Twin.

Advertisement

Você também vai gostar

Fitness

Treinadora conta o segredo para conseguir aumentar o gasto calórico sem precisar sair de casa

Nutrição

Além de saudável, alimento consegue aumentar a força do organismo em vários sentidos

Saúde

Nutrólogo revela 7 atitudes que podem garantir uma vida saudável. Exercícios físicos e alimentação estão entre as recomendações

Corrida

Problema é comum entre corredores e precisa de paciência para ser resolvido