Mitos da academia: 5 mentiras que atrapalham sua evolução

Treinador alerta para algumas tendências, de treino e dieta, que não contribuem em nada com a vida fitness

Mitos da academia
Mitos da academia / Foto: Shutterstock

Os mitos da academia são aquelas mentiras que foram exaustivamente repetidas e, para algumas pessoas, acabaram se tornando verdade. Não é novidade que, ao entrar na academia, um iniciante deve ficar bem atento para não cometer alguns erros que travam a evolução. No entanto, também é necessário ter cuidado com tendências comuns que, na verdade, não contribuem em nada para o desenvolvimento físico. Seja no treino ou na dieta.

Por isso, com a ajuda do assessor esportivo Leandro Twin, separamos cinco mentiras que, aos poucos, se tornaram tendências e até mesmo verdade absoluta dentro do mundo fitness. Mas que, no entanto, não vão lhe trazer benefícios reais. Confira os mitos da academia:

1 – Crianças não podem fazer musculação

Uma criança sem contraindicações médicas e com acompanhamento de um profissional de educação física, pode sim realizar treinos adaptados de musculação. “Com cuidado, pois os aparelhos não foram feitos para sua estatura, além que elas tendem a se empolgar (risco de lesão). Com 6 anos de idade é possível iniciar. O treino é diferente do adulto e elas precisam de muito mais atenção”, alerta Twin.

2 – Feijão é um vilão

“Eu observo muito nos meus alunos que o feijão é evitado na dieta por pensar que é um alimento ruim, mas, na verdade, é excelente. Fisiculturistas não utilizam porque o preparo não é prático, o índice glicêmico é muito baixo (para quem come muito torna-se inviável) e pelo excesso de fibras que, ao comer muito, pode gerar desconfortos abdominais, gases e até mesmo diarreia. Porém, em quantidades moderadas e, principalmente, em uma dieta de perda de gordura corporal, o feijão é excelente porque ele dá bastante saciedade e é muito nutritivo” conta o especialista.

3 – Quem não “rouba” não cresce

“Os fisiculturistas “roubam” no treino, porém, é de uma maneira muito bem pensada e/ou para gravações de vídeos. Fica muito mais emocionante ver um fisiculturista gritando ou fazendo um movimento explosivo. Mas, não tente copiar isso porque provavelmente você irá se dar mal”, explica Twin.

4 – A receita ideal é comer de 3h em 3h

“Comer de 3h em 3h é uma boa estratégia, porém, com a abordagem do jejum intermitente, hoje em dia, fica evidente que ela não é obrigatória. Teste os dois, o que irá realmente importar é o quanto a sua dieta é nutritiva e calórica”, diz.

5 – Leite é outro vilão

“Os fisiculturistas evitam o leite porque o excesso gera gases, dilatação abdominal e diarreia. E, como os fisiculturistas fazem um consumo elevado de todo tipo de comida, torna-se inviável o consumo do leite. Se você não é intolerante a lactose, realmente não tem nenhum tipo de motivo para cortar”, finaliza Twin.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você