A dieta do Usain Bolt decifrada: prioriza a massa muscular

Nutricionista decifra o cardápio do homem mais rápido do mundo

Dieta do Usain Bolt comentada por nutricionista
Usain Bolt: 11 ouros olímpicos. Foto: Divulgação Puma

Ele gerou polêmica quando contou que, durante a Olimpíada de Pequim, em 2008, comeu dezenas de nuggets. Mas o atleta mais rápido do mundo come direitinho, sim — de acordo com o que seu corpo necessita para tanta explosão muscular. Em 2015, a revista GQ revelou a dieta do Usain Bolt. E Sport Life decifrou esse cardápio com a ajuda do nutricionista Alan Tiago Scaglione*.

Confira o cardápio do “raio humano”:

As imagens do cardápio são ilustrativas

Analisando a dieta do Usain Bolt

Sport Life: este cardápio está apropriado para os objetivos do Bolt?
Alan Tiago Scaglione: “A dieta do Usain Bolt é baseada em carboidratos, que são fonte de energia, proteínas para alimentar sua musculatura e gorduras, os macronutrientes essenciais para um bom resultado em qualquer esporte. Apenas o bolinho jamaicano, que é frito, não seria uma boa escolha para atletas amadores. O Bolt é um atleta de elite e não estoca gordura em seu corpo, gasta toda a energia ingerida. Esse processo ocorre apenas em atletas que têm um gasto energético altíssimo, devido a sua carga de treino.”

É uma dieta que pode ser seguida por atletas amadores?
“Sim, a dieta do Bolt não é nenhum bicho de sete cabeças, ela se constitui basicamente de carboidratos (pães, massas, frutas, inhame) e  proteínas (carne enlatada, ovos, frango). Claro que não podemos comparar o metabolismo de um atleta amador com o metabolismo do homem mais veloz dos dias atuais. Sua carga de treino é gigantesca, seu metabolismo extremamente acelerado, sendo assim, as quantias e horários das refeições são totalmente diferentes. Falando qualitativamente, porém, pode-se usar os mesmos alimentos. Apenas o bolinho jamaicano não seria muito indicado.”

ASSISTA: o dia em que Bolt foi atropelado na pista de atletismo

Então, quem não treina intensamente pode engordar com ela?
“Com toda certeza, uma pessoa que não faz exercícios pode engordar sim fazendo esta alimentação, pois o gasto energético de uma pessoa sedentária se torna muito baixo. Todo alimento que contém muitas calorias, se ingerido por uma pessoa que não gasta muita energia, seu corpo estoca essa energia em forma de gordura. Por isso, é muito importante que procurem um profissional da área, pois cada indivíduo tem seu diferencial. Por exemplo: se pegarmos outra pessoa na mesma altura do Bolt, mesmo peso e que faça exercícios na mesma intensidade e darmos a mesma dieta para os dois, os resultados serão diferentes pois cada organismo reage de uma maneira. Deve-se então respeitar a individualidade de cada um.”

Como adaptar esta dieta para amadores?
“Apenas qualitativamente, pois as quantias devem ser de acordo com a necessidade de cada um. Isso só é obtido através de uma avaliação completa do atleta feita por um nutricionista. As refeições intermediárias podem servir como um pré-treino para os amadores, lembrando que o Bolt é um atleta velocista, não se pode fazer a mesma alimentação que ele para correr longas distâncias. Amadores que fazem corridas curtas podem sim usar esta alimentação, atentando-se para a quantidade para não perder resistência durante a corrida. Fibras, como aveia nas frutas, mantêm o fornecimento de energia por mais tempo. Porém, o mais correto é procurar um profissional da área para obter os melhores resultados.”

* Alan Tiago Scaglione é nutricionista da Estima Nutrição e especialista em Suplementação Nutricional Aplicada ao Exercício pela USP

LEIA TAMBÉM: a despedida de Usain Bolt das pistas!

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você