Dor no ombro? 6 dicas para construir deltoides mais fortes

Treinador revela como algumas simples atitudes podem intensificar o ganho de massa muscular na região

Dor no ombro pode ser resolvida com musculação
Dor no ombro pode ser resolvida com musculação / Foto: Shutterstock

Sentir dor no ombro, infelizmente, é um desconforto comum, que atinge um número considerável de pessoas – sedentárias ou não. O motivo, muito provavelmente, tem relação com a versatilidade que a articulação possui. Afinal, ela é capaz de mover o nosso braço para, praticamente, todas as direções. E isso acaba provocando um desgaste da musculatura, tendões e ligamentos – principalmente em quem realiza exercícios com carga exagerada e má execução do movimento.

Mas, a dor no ombro também costuma aparecer em pessoas sedentárias, que mal utilizam a articulação. Nesse caso, o problema é a falta de estímulo muscular, que deixa os deltoides fracos e sobrecarrega tendões, ossos e ligamentos.

Por isso, o ideal para evitar a dor no ombro, é atingir um meio termo: não realizar exercícios exagerados e mal executados, mas também não manter um estilo de vida sedentário. Dessa maneira, com a ajuda do treinador e assessor esportivo, Leandro Twin, separamos seis dicas para fortalecer os deltoides na academia. Confira:

1) Trabalhe deltoide anterior. Quando você executa movimentos de supino e peitoral no geral, o deltoide anterior é bastante recrutado, porém você fazer um ou dois exercícios de forma complementar é bem-vindo”, explica Twin.

2) Da mesma maneira, trabalhe a parte posterior do ombro. “Apesar de ser ativada bem durante os exercícios de dorsais, realizar um ou dois exercícios auxiliares é muito interessante também”, diz.

3) Onde precisamos dar o maior foco de todos é na parte lateral. “Essa é a parte esteticamente mais importante. A parte anterior e posterior foca-se muito bem nos exercícios de dorsal e peitoral. Já a parte lateral quase nada, então dê muita ênfase para ela”, recomenda o treinador.

4) Use técnicas avançadas. “Muitas pessoas fazem exercícios multiarticulares, como o desenvolvimento, que é um exercício maravilhoso para trabalhar todas as partes do ombro. Porém, o tríceps pode falhar antes e isso é muito ruim, pois não conseguiremos levar os deltoides à exaustão. Faça, portanto, a pré-exaustão: a técnica consiste em fazer primeiro um exercício isolador e depois um composto. Assim, com o ombro mais cansado, eu vou fadigar ele antes do tríceps”, comenta Twin.

5) Aumente a frequência. “Treine duas vezes por semana os deltoides e, assim, você pode brincar com a escolha dos exercícios para estimular as três porções. Mas, normalmente, dando mais atenção a parte lateral. Tome muito cuidado ao treinar ombro duas vezes por semana, pois peitorais e dorsais também o trabalham. Então, tente trabalhar o ombro uma vez com peitoral e outra vez sozinho ou com dorsais”, aconselha.

6) Comece o treino por deltoides. “Se você vai treinar peitorais e deltoides, se o foco são os deltoides nesse momento da sua periodização de treino, faça deltoides e peitoral. E sim, o treinamento de peitoral vai ser menos intenso, porém, esse é exatamente o objetivo dessa parte da periodização”, finaliza Twin.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você