Estudo: reduzir 250 calorias por dia pode prevenir doenças

Pesquisa revela os riscos de diminuir drasticamente as calorias e mostra a importância da consistência em uma dieta

diminuição de calorias
Foto: Divulgação

Uma dieta balanceada com alimentos ricos em nutrientes e proteínas, aliada a uma rotina de exercícios físicos é o cenário ideal para manter a saúde em dia. Mas, sabia que cada vez mais a importância de ter uma dieta centrada em diminuir calorias ao longo dos dias é essencial na busca por um corpo mais saudável? 

Um estudo publicado em agosto na revista médica Circulation apontou, por exemplo, que cortar somente 250 calorias por dia da dieta e praticar exercícios moderados por 30 minutos apenas 4 vezes na semana já é capaz de melhorar significativamente a rigidez da aorta em pacientes obesos. 

O estudo foi feito em um período de 5 meses e avaliou 160 adultos sedentários e obesos com idades entre 65 e 79 anos, que foram divididos em três grupos: prática de exercícios sem mudanças na dieta; atividade física com redução de 250 calorias por dia na dieta; e realização de exercícios com restrição calórica de aproximadamente 600 calorias por dia. 

Ao final, concluiu-se que os grupos que combinaram restrição calórica com prática de exercícios apresentaram redução de 10% de seu peso. O que não ocorreu com o grupo que diminui drasticamente as calorias diárias.  

No entanto, apenas o grupo que passou por restrição calórica moderada apresentou melhora significativa da rigidez da aorta. O cardiologista Juliano Burckhardt explica que “a maior hipótese apontada pelos observadores do estudo, é a de que a restrição intensa de calorias resulta em um jejum mais prolongado, o que faz o indivíduo sentir fome. Dessa forma, ocorre um aumento nos níveis dos hormônios do estresse, que podem acelerar o enrijecimento das artérias”.

Restrição calórica e alimentação

É importante que o indivíduo em situação de sobrepeso procure a ajuda de um especialista para ter um planejamento de déficit calórico adequado para o seu organismo e, consequentemente, uma diminuição gradativa de calorias

“Uma restrição calórica adequada combinada à prática de apenas 120 minutos de exercícios por semana mostrou ser eficiente não apenas para redução de peso a curto prazo, mas também para aprimorar a saúde do organismo a longo prazo”, diz o cardiologista Juliano Burckhardt.

Para o especialista, o mais importante para a saúde é a consistência em que se pratica hábitos saudáveis, já que é difícil começar uma dieta rígida e manter  a resistência ao longo dos dias. Então, incluir alimentos com calorias boas, como verduras, legumes, frutas, oleaginosas e cereais integrais irão fornecer qualidade para o emagrecimento.

Fonte: Juliano Burckhardt – Médico Cardiologista, Geriatra e Nutrólogo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você