Mau hálito de máscara? 4 dicas para evitar o problema

Dentista explica como manter a saúde bucal em dia e evitar constrangimentos desnecessários

mau hálito
Livre-se do mau hálito / Foto: Shutterstock

O mau hálito costuma ser um incômodo simples e fácil de se resolver. No entanto, a condição também pode indicar algum problema de saúde mais grave. Segundo estimativa da Associação Brasileira de Pesquisas dos Odores Bucais, 40% dos brasileiros sofrem com halitose – uma alteração fisiológica que resulta na emissão de odores ruins.

“A halitose é a situação em que a pessoa exala um odor desagradável pela boca ou pela respiração. Na maioria das vezes, ela tem causa multifatorial, mas em 90% dos casos, é proveniente da boca”, explica a otorrinolaringologista Dra. Lígia Maeda, especialista em halitose do Hospital Paulista.

Fora isso, o uso de máscaras para a proteção contra o coronavírus parece ter piorado o número de indivíduos que sofrem de mau hálito.

“Como a máscara dificulta a respiração, as pessoas têm uma maior tendência em respirar pela boca, o que faz com que ela fique seca e, consequentemente, mais propensa às cáries e problemas gengivais, já que a saliva tem ação protetora. Além disso, o ar acumulado dentro da máscara pode piorar o hálito”, revela o Dr. Hugo Lewgoy, cirurgião-dentista e doutor em odontologia.

Para não permitir que isso ocorra, o dentista separou quatro dicas importantes, que vão te ajudar a combater o mau hálito, mesmo de máscara. Confira:

1 – Fique atento à limpeza da máscara

“Se usada todos os dias, sem a devida higienização, a máscara pode causar problemas dentários devido à entrada de bactérias nos lábios e na área da boca. Por isso, aconselho a utilizar máscaras descartáveis, trocar a máscara com frequência para garantir a higiene adequada e lavar bem as máscaras reutilizáveis”, afirma o Dr. Lewgoy.

2 – Hidrate-se bem e evite mau hálito

 “Você deve beber um pouco de água após cada refeição para enxaguar qualquer partícula de alimento e após cada café, para que a cafeína não penetre em sua boca e língua, causando mau hálito e manchas”, recomenda.

3 – Saiba escolher uma escova de qualidade

 “O recomendado é sempre dar preferência às cerdas macias, pois cerdas duras podem desgastar o esmalte de seus dentes e provocar retração gengival. Além disso, uma grande quantidade de cerdas é fundamental para a saúde oral, pois, quanto mais cerdas, maior é a eficácia da escovação e menor é o acúmulo de placa bacteriana no dente”, destaca o cirurgião-dentista.

4 – Língua interfere no mau hálito

“A boca seca, em conjunto com a falta de higienização, é o fator que mais favorece a formação da saburra lingual e, consequentemente, a alteração do hálito. A falta de umidade na boca causa a descamação do tecido da mucosa, que acaba se alojando na língua”, diz o Dr. Lewgoy. Por isso, é fundamental realizar a limpeza adequada da região.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você