Connect with us

O que você está procurando?

Busca

Suzana Bonumá

Metas cumpridas e não cumpridas

Não adianta ter um objetivo irreal, pois as chances de andar para trás depois de tê-lo conquistado são grandes

metas de ano novo
Foto: Thinkstock

Quem não quer ficar saudável e em forma o ano inteiro? Todo começo de ano, a história se repete, as promessas se renovam e enchem de esperança os mais indisciplinados sonhadores. Ter metas é fundamental para conquistar resultados e manter-se estimulado. Mas esse é só o primeiro passo. Cumpri-las é o que interessa e, sem dúvida, é quando as barreiras aparecem.

Cortar os doces da dieta, tirar o carboidrato do jantar, parar de beber, eliminar de vez o açúcar, o glúten e a lactose, jantar somente shake, treinar todos os dias, perder 6 kg em um mês e por aí vai! Na rotina de atendimentos, vejo como as metas vão se perdendo à medida em que os desafios aumentam. Se ao invés de sonhar com grandes objetivos, sacrificando seus desejos, você se programar para pequenas mudanças, de forma sistemática, certamente chegará mais rápido ao seu alvo e  perpetuará os resultados.

metas de ano novo

Foto: Thinkstock

É tentadora a ideia de pegar um atalho para cruzar mais rápido a linha de chegada, mas esse caminho não tem um final feliz! Um exemplo disso é a busca por uma rápida e mágica perda de peso. Está comprovado que modelos muito restritivos de dieta não funcionam e, na maioria das vezes, provocam um ganho de peso rebote. Os principais motivos para essa frustrante consequência são as alterações de humor, o estresse emocional, a pressão social para comer mais, a compulsão alimentar e o desequilíbrio metabólico provocados por restrições severas. No entanto, ao reduzir moderadamente as calorias da dieta, você poderá perder entre 2 kg e 2,5 kg por mês, mas como o esforço para tanto é suportável, é possível permanecer nesse modelo por um período mais longo e reduzir de 12 kg a 15 kg em seis meses!

O mesmo se aplica aos exercícios. Sair do sedentarismo para uma rotina de treinos extenuante pode acabar com os prazeres que a atividade proporciona, além de provocar lesões, arrastando-o de volta ao sedentarismo. Que tal fazer diferente este ano? Defina uma meta real, registre a sua evolução e persista nela. Ao invés de cortar o que lhe dá prazer, reduza, substitua, faça escolhas, eleja as suas prioridades e conquiste uma nova rotina. Tenha um 2015 saudável, prazeroso e produtivo!

Escrito por

Diretora da Consultoria Nutricional Food Coach e especialista em fisiologia do exercício

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Últimas Noticias

Nutrição

Saiba a quantidade mínima ideal para conseguir manter um padrão saudável

Nutrição

Endocrinologista explica que apostar nessas opções pode ajudar a emagrecer

Nutrição

Ainda assim, não esqueça que esse suplemento não é milagroso

Nutrição

A dieta equilibrada não deixa de ser fundamental nesta época

Nutrição

Fruto que ajuda na melhora do desempenho físico

Nutrição

Essa condição denota o "terror" do público da terceira idade

Advertisement

Você também vai gostar

Nutrição

Endocrinologista explica que apostar nessas opções pode ajudar a emagrecer

Nutrição

Ainda assim, não esqueça que esse suplemento não é milagroso

Nutrição

A dieta equilibrada não deixa de ser fundamental nesta época

Nutrição

Fruto que ajuda na melhora do desempenho físico