Connect with us

O que você está procurando?

Suzana Bonumá

O melhor exercício é a continuidade

Não há um modelo de atividade física que seja melhor para garantir a perda de peso

Foto: Shutterstock

Há tempos que o sucesso da perda de peso é atribuído à dupla dieta e exercício físico. De fato, essa parece ser a única maneira segura, eficaz e saudável de atingir os resultados desejados e, como bônus, conquistar mais disposição, proteção contra doenças, aumento de massa muscular, redução efetiva de gordura corporal, bem-estar, bom humor e melhor desempenho cognitivo, entre outros benefícios.

+ Cozinhar pode deixar o alimento mais calórico 

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O que se discute fervorosamente, porém, dentro e fora do ambiente acadêmico, é qual tipo de exercício e qual linha de dieta proporcionam melhor queima de gordura. Com o grande volume de informações (de boa e má qualidade) circulando através dos atuais meios de comunicação, as possibilidades oferecidas para quem busca um corpo saudável se multiplicaram de maneira incontrolável. Com tantas informações, a ansiedade e o estresse sobre o assunto vêm aumentando no mesmo arquivo pessoal.

Não há um modelo de atividade física que seja melhor para garantir a perda de peso. A fim de tentar responder a uma das perguntas mais intrigantes sobre assunto, pesquisadores das instituições espanholas Universidade Politécnica de Madri e Hospital Universitário La Paz tentaram encontrar as diferenças entre quatro modelos de exercícios no que se refere à redução de gordura corporal. Foram avaliados:

1) somente treino de resistência;
2) somente treino de força;
3) uma combinação de resistência e força;
4) somente as recomendações de prática de exercício físico propostas pelo guia do Colégio Americano de Medicina do Esporte, ou seja, somar de 200 min a 300 min de qualquer atividade física por semana.

Durante 22 semanas, os cientistas acompanharam um grupo composto por 96 obesos de ambos os sexos, entre 18 e 50 anos, que seguiram uma dieta 30% menos calórica que a habitual. De maneira geral, os resultados mostraram melhora na composição corporal dos participantes, independentemente do tipo de exercício adotado. Ou seja, somada a uma dieta com redução calórica, qualquer modalidade de exercício físico será benéfica. Os pesquisadores reforçam a já reconhecida importância de associar uma rotina de exercícios físicos a uma dieta com redução calórica para combater a obesidade.

Até que novos estudos explorem mais esse tema, sugiro a prática de qualquer esporte que lhe dê prazer e que não gere culpa ou obrigação, porque a única certeza que temos é de que o resultado vem do hábito, de uma mudança de rotina. Fazer aquilo que se gosta aumenta muito as chances de continuidade.

Escrito por

Diretora da Consultoria Nutricional Food Coach e especialista em fisiologia do exercício

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Últimas Noticias

Saúde

Médica nutróloga revelou os efeitos positivos que essa renúncia pode oferecer ao organismo humano

Nutrição

A cúrcuma, ou açafrão-da-terra, possui incríveis benefícios para a saúde física e mental. Nutróloga ensina maneiras de consumir

Nutrição

Lembre-se que na dúvida vale a pena consultar um especialista

Nutrição

A maioria pensa que esse momento é o "dia do lixo"

Nutrição

Esses questionamentos são recorrentes nas consultas

Saúde

Esse condição desencadeia doenças cardíacas, obesidade, diabetes tipo 2 e alguns tipos de câncer

Advertisement

Você também vai gostar

Condicionamento Físico

Uma série que vai contribuir com a busca pelo shape inexplicável no carnaval

Treinos

Descubra o que é necessário para ter pernas como as da atriz Paolla Oliveira

Treinos

São cuidados necessários para desfrutar da terceira idade com leveza

Fitness

Trabalho que ainda contou com colaborações de universidades do Japão