Rinite: saiba como sua alimentação pode te ajudar ou atrapalhar

Você sabia que existem alguns itens presentes no seu cardápio que podem piorar sua rinite? E outros que ajudam a amenizar os sintomas? Saiba mais

Relação entre alimentação e rinite
(Foto: Shutterstock.com)

Principalmente em momentos de crise, descongestionantes, antialérgicos, anti-inflamatórios, corticoides e antibióticos são a realidade de pessoas que convivem com a rinite. No entanto, apesar de existirem situações em que os medicamentos são indispensáveis, a alimentação pode ser um fator importante, tanto para o bem quanto para o mal.

Existem alimentos que ajudam e outros para evitar. “Atualmente, com o desenvolvimento das pesquisas no campo da imunoalergologia, já se sabe que o aspecto nutricional é participativo do processo de prevenção e cura de algumas doenças respiratórias”, explica o otorrinolaringologista do Hospital CEMA, Marcelo Mello.

Alimentos para passar longe e que ajudam contra a rinite

De acordo com o especialista, as vitaminas, minerais, óleos e enzimas que os alimentos possuem são benéficos para o organismo, pois reúnem propriedades anti-inflamatórias, bactericidas, fluidificantes e descongestionantes, potencializando a atuação do sistema imunológico. Em contrapartida, a alimentação também pode “piorar” os sintomas de quem tem rinite, causando mais congestão nasal, aumento na produção de muco, coceira, espirros e falta de ar. “Comidas muito quentes ou alimentos muito temperados e ácidos ativam a resposta alérgica, por meio da histamina, que tem uma poderosa ação vasodilatadora. É o caso da capsaicina, presente na pimenta, que faz o nariz escorrer, coçar, entupir, além de provocar espirros”, detalha o médico.

 

Consultoria: Marcelo Mello, otorrinolaringologista do Hospital CEMA | Texto e edição: Érika Alfaro

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você