Dor na coluna? Treinar a lombar pode ser a solução, alerta fisioterapeuta

Especialista explica porque treinar a lombar pode aliviar lesões e dores na coluna. Saiba por onde começar

Dor na coluna? Treinar a lombar pode ser a solução
Dor na coluna? Treinar a lombar pode ser a solução / Foto: Shutterstock

Sofre com dores na coluna? A fisioterapeuta Lívia Rodrigues, membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Traumato Ortopédica (ABRAFITO), destaca a importância do treino de lombar na rotina da academia.

Como ela sinaliza, o treino de lombar é, muitas vezes, negligenciado, mas extremamente importante para fortalecer essa região do corpo e prevenir dores na coluna. Além disso, praticar exercícios com foco na lombar auxilia  nos movimentos de outros exercícios indicados para treinos de perna e braço. “Precisamos lembrar sempre que o corpo está interligado”, aconselha.

Por que o bem-estar da lombar é tão importante?

A lombar tem a função de sustentação do nosso corpo, sendo a região da coluna que mais recebe carga. Por conta disso, é também a região com maior queixa de dor. Ela garante nosso equilíbrio e permite o movimento do quadril. “Manter a região forte e funcional ajuda a prevenir lesões e as dores musculares”, afirma Lívia Rodrigues. 

Como exercitar a lombar e melhorar a dor na coluna?

Lívia expõe que exercícios com pesos livres são os mais indicados, como agachamento e levantamento terra, que fortalecem naturalmente a lombar. “Podemos incluir exercícios de estabilidade como a prancha, em superfícies instáveis que aumentam a propriocepção e os abdominais”, acrescenta.

Sobre a frequência indicada, a especialista afirma que não há uma receita de bolo. “Uma pessoa que sempre foi sedentária deve começar respeitando a capacidade do seu corpo, fazendo exercícios de 2 a 3 vezes na semana e aumentar gradativamente. Quem já tem o hábito de fazer exercícios, aí sim fazer com uma frequência maior”, aconselha a fisioterapeuta.

O que não devo sentir durante os exercícios?

Lívia recomenda que os exercícios sejam feitos sempre com supervisão de um profissional, mesmo que a pessoa já tenha experiência com atividades físicas. Ela também destaca que os exercícios não devem causar dor no momento da execução. Afinal, a presença de dor significa que algo está errado. 

A fisioterapeuta explica que aquela dor muscular que aparece de 24h a 48h após o exercício é normal, mas se ela não sumir sozinha também é um sinal de alerta. “Vale lembrar também, que dores crônicas na lombar não são impeditivo para realização de exercícios, pelo contrário, eles ajudam muito! Sempre com indicação profissional”, finaliza.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você