Óleo de coco: afinal, vale a pena apostar no alimento?

Saiba como aproveitar os benefícios dele para a saúde e até para os treinos

benefícios do óleo de coco
Foto: Getty Images

Muito se fala sobre os benefícios do óleo de coco para a saúde, dieta e até para os treinos. E quem explica melhor sobre esse alimento funcional é a nutricionista Carolina Lara. Confira a seguir como utilizá-lo e obter todas as suas vantagens para o organismo e até para outros fins.

Benefícios do óleo de coco 

De acordo com a profissional, o óleo de coco é formado por triglicerídeos de cadeia média, que em contato com o estômago se transformam em monolaurina – um potente antibactericida, antifúngico e antiviral, ou seja, age diretamente na imunidade.  “Ele também é rico em vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K), que controlam o colesterol, aumentam o HDL (gordura boa) e reduzem o LDL (gordura ruim), por isso o alimento tem efeito anti-inflamatório e antitrombótico”, aponta.

Por que usá-lo?

Segundo Carolina, existem várias maneiras de consumi-lo, principalmente nas receitas. A dica da nutri é usá-lo para substituir o óleo de cozinha ou outro tipo. “Em algumas receitas, ele não deixa muito gosto de coco, que é a dúvida da maioria das pessoas. Em outras, é o seu gostinho que deixa o alimento ainda mais delicioso”, esclarece.

benefícios do óleo de coco

Foto: Getty Images

E falando em substituições, os benefícios do óleo de coco em relação aos outros são muitos. Seu maior diferencial é o seu tipo de gordura saturada, como explica a profissional. “Seus ácidos graxos são triglicérides de cadeia média. Eles são metabolizados diretamente no fígado e convertidos em energia, que, caso não seja gasta, não se acumula em forma de gordura”.

Tipos de óleo de coco

Quando obtido do coco seco ele é do tipo refinado. Já quando é feito do fresco ele é extra-virgem. “O óleo de coco extra-virgem é o que mais traz benefícios para a saúde, já que não passa por processos de refinamento e não perde nutrientes”, diz a nutri.

benefícios do óleo de coco

Foto: Getty Images

Ela ainda esclarece que o óleo é dito puro ou natural quando extraído a partir do coco fresco. “Se no rótulo da confecção não estiverem escritas as palavras puro, natural, virgem ou extra-virgem, significa que ele foi obtido a partir da polpa deixada para secar em condições ambientes, e que – devido à presença de contaminantes – precisou passar por um processo de refino, alvejamento e desodorização”, detalha Carolina.

Utilizações

Além de poder ser usado na cozinha e oferecer benefícios até seu “ponto de fumaça”, que é até 177°C para manter suas propriedades, o óleo de coco tem outras funções. “Ele pode ser utilizado nos cabelos, na pele, na manutenção da casa e até mesmo no ato sexual”, conta a especialista.

benefícios do coco

Foto: Getty Images

Não podemos esquecer também da combinação queridinha com o café. O combo dá energia, saciedade e tem efeitos termogênicos da cafeína. “A mistura pode ser uma estratégia para o pré-treino, principalmente quando o indivíduo estiver seguindo alguma dieta de restrição de carboidratos. Além disso, ajuda a aumentar a sensação de saciedade, colaborando para o controle da fome, em conjunto com o efeito termogênico e estimulante do café”, indica a nutricionista.

Quando ele faz mal

Para aproveitar de todos os benefícios do óleo de coco também é preciso consumi-lo com moderação. Assim como o azeite, é necessário um cuidado na hora de seu aquecimento, por conta do processo de oxidação dos óleos e formação de radicais livres prejudiciais à saúde.

benefícios do óleo de coco

Foto: Getty Images

“Toda gordura possui valor energético elevado e se ingerida em excesso contribui para o ganho de peso, portanto deve ser usada com moderação. Possuem quase a mesma quantidade de gordura e valor calórico, mas diferem no tipo de gordura”, aponta Carolina.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você