Corrida na esteira e corrida na rua: os benefícios de cada modalidade

Conheça as vantagens dos diferentes tipos de corrida e a frequência de treino indicada

Corrida na esteira e corrida na rua
Foto: Shutterstock
Corrida na rua e corrida na esteira

Foto: Shutterstock

Ao ar livre ou dentro das academias e até mesmo de casa: cada corredor tem seu ambiente preferido para percorrer quilômetros. Ambas as categorias, interna e externa, podem trazer diferentes benefícios e contribuir na evolução do desempenho, mas a corrida na rua e a corrida na esteira têm diferentes finalidades, então fique atento!

A corrida na esteira, segundo o educador físico Joaquim Ferrari, tem duas vantagens sobre a corrida externa: a comodidade e controle das condições ambientais. Para quem só tem tempo de treinar em horários com muita radiação solar (durante a tarde principalmente), a corrida na esteira é a melhor opção. O ambiente interno também é indicado aos iniciantes no mundo da corrida, pessoas que estão tratando lesões ou estão acima do peso.

Amortecimento de impacto, controle de velocidade e ritmo constante são vantagens que fazem da esteira uma opção segura e que diminuem os riscos de lesões. Mas se objetivo é aprimorar as habilidades, evoluir na resistência e treinar para provas, o corredor deve intercalar treinos externos e internos, já que a esteira pode ajudar no controle de velocidade e cronometragem.

A corrida na rua, segundo o educador físico, acaba sendo mais prazerosa e proporciona a sensação de que o tempo passa mais rapidamente. Quem já corre há algum tempo e participa (ou pretende participar) de corridas de rua, deve praticar a modalidade para se adaptar ao piso e ritmo. As inclinações presentes no ambiente externo acabam exigindo mais do corredor, contribuindo para a evolução da resistência.

Além de ser menos monótona do que a corrida na esteira, a corrida externa também pode ser praticada sem custos e em qualquer lugar. Mas lembre-se: também é uma modalidade com mais chances de acidentes. Esteja sempre atento ao movimentos e ao ambiente. “O maior cuidado é com o trânsito. É importante sempre correr em áreas fechadas ao tráfego ou, se não for possível, na mão inversa ao fluxo.”, aconselha Joaquim.

Corrida na rua e corrida na esteira

Foto: Thinkstock

Frequência

A frequência do treino, de forma geral, não é diferente para a corrida na esteira ou na rua. A frequência depende dos objetivos e do condicionamento de cada corredor. Quem já corre há mais tempo e participa de provas, pode adotar a corrida externa com maior frequência do que a corrida na esteira.

Já os iniciantes devem, aos poucos, evoluir no treino na esteira e se arriscarem com menos frequência nas ruas. Mas é claro, não há regras no mundo do bem estar, cada corredor possui suas particularidades e deve treinar da maneira mais confortável e segura, o importante é correr!

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você