Connect with us

O que você está procurando?

Busca

Saúde

Dia Nacional de Combate ao Fumo: veja os danos irreversíveis do cigarro

Especialistas citam o planejamento em longo prazo para abandonar esse vício

Dia Nacional de Combate ao Fumo
Dia Nacional de Combate ao Fumo - Shutterstock

29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo, cuja data foi criada no ano de 1986 por meio da Lei Federal nº 7.488 para conscientização sobre os riscos do tabagismo. Nesse sentido, a dupla de médicos pneumologistas Dra. Elnara Negri, do Hospital Sírio-Libanês, e Dr. Gustavo Prado, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, vai citar os danos irreversíveis do cigarro em entrevista exclusiva para o Sport Life.

Entenda os danos irreversíveis do cigarro no Dia Nacional de Combate ao Fumo

“Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o tabagismo tem relação com vários tipos de câncer e é responsável por cerca de 90% das mortes por câncer de pulmão. Somando todas as doenças em que o cigarro interfere no processo de instalação e progressão, são cerca de 8 milhões de mortes a cada ano pelo cigarro, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) e lembremos que essas mortes poderiam ter sido evitadas”, destaca Gustavo.

Dessa forma, Elnara pontua que a fumaça do cigarro causar câncer tanto para quem fuma quanto a quem fuma passivamente, ou seja, um sujeito que está próximo do fumante.

Afinal, os tóxicos da fumaça do cigarro permanecem no ambiente por muito tempo e só agrava a situação. Fato que só reforça que parar de fumar é um ato de cuidado com sua saúde e de todos ao seu redor.

“Quando você para de fumar, você faz bem não só pra você, mas para os que estão a sua volta. Todos se beneficiam. Além disso, (tóxicos da fumaça do cigarro) aumenta a chance de câncer em animais de estimação e a chance de processos alérgicos em crianças pequenas”, reitera Negri.

As melhorias no corpo com abandono do cigarro

A renúncia ao cigarro traz benefícios imediatos, isto é, entre duas e 12 semanas um indivíduo sente uma mudança positiva na função pulmonar e, também, os sintomas de tosse e falta de ar diminuem significativamente de um a nove meses.

“Em apenas 20 minutos sem fumar, a frequência cardíaca diminui. O nível de monóxido de carbono no sangue retoma sua normalidade em até 12 horas”, completa o pneumologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Outro acréscimo é em relação a quantidade de monóxido de carbono, o que é o bastante para diminuir drasticamente com 24h sem fumar e interfere na oxigenação dos tecidos.

“O olfato e o paladar melhoram com aproximadamente uma semana sem fumar. A pele também vai melhorando aos poucos. E um mês após parar de fumar você já pode verificar a diferença na sua pele que fica mais bonita. O risco de infarto se iguala ao risco de quem nunca fumou após cinco anos sem fumar. E com 10 anos sem fumar você tem o mesmo risco de ter câncer de quem nunca fumou”, detalha a pneumologista do Hospital Sírio-Libanês.

A importância do exercício físico no Dia Nacional de Combate ao Fumo

“Se você está tentando parar de fumar, é normal ainda ter vontade, que pode ser intensa e desconfortável. É o que chamamos de fissura. Nessas horas, é bom saber que essa vontade é momentânea e se acalmar em alguns minutos. Fazer atividade física, beber água, distrair-se ou utilizar pastilhas ou goma de mascar de nicotina ajudam bastante a enfrentar esses momentos mais difíceis”, termina o Dr. Gustavo Prado.

Quais alimentos ajudam a desintoxicar o organismo da nicotina?

“A ingestão de muita água pra hidratação é importante pra se eliminar a nicotina do organismo. Não existem alimentos especiais que ajudam nesse aspecto. No entanto, uma dieta com bastante frutas e verduras hidratação podem trazer bem-estar”, indica Elnara.

Cigarro comum vs cigarro eletrônico: compreenda a diferença

Produto “alvo” de vários estudos, o que se sabe até aqui é que o cigarro eletrônico faz com que um paciente se vicie rapidamente em nicotina. Fato que gera uma dependência do cigarro convencional em curto espaço de tempo.

“Com adição de corantes e aromatizantes ao cigarro eletrônico, essas empresas conseguem viciar crianças no hábito e portanto estão garantindo consumidores do futuro. O cigarro eletrônico contém substâncias que já comprovadamente também são capazes de causar câncer de bexiga e de pulmão. Além disso, pode causar danos agudos em seu pulmão, como a bronquiolite, lesões por queimadura das vias aéreas, intoxicação por corantes e aromatizantes. O cigarro eletrônico é extremamente prejudicial à saúde e perigoso”, encerra a Dra. Elnara Negri.

Dado

Este dia serve para reduzir em longo prazo o atual “quadro” de fumantes do país. O INCA (Instituto Nacional do Câncer) divulgou o seu estudo em 2023, cujas acusações são que uma a cada dez pessoas fuma. O que representa 9,51% da população, e que um fumante gasta próximo de 10% da sua renda mensal com cigarros.

Escrito por

Advertisement

Últimas Noticias

Nutrição

O equilíbrio ajuda a manter esse tipo de alimento na dieta balanceada

Nutrição

São alimentos que precisam ser consumidos com moderação

Nutrição

Ambas bebidas podem oferecer alto teor de açúcar

Emagrecimento

Muitos profissionais dizem que é impossível dizer qual que se sobressai

Nutrição

Veja como algumas simples opções naturais podem promover um bom efeito anabólico no corpo

Treinos

O intuito desse conjunto de dicas é evitar que algumas falhas passam despercebidas

Advertisement

Você também vai gostar

Nutrição

O equilíbrio ajuda a manter esse tipo de alimento na dieta balanceada

Nutrição

São alimentos que precisam ser consumidos com moderação

Nutrição

Ambas bebidas podem oferecer alto teor de açúcar

Emagrecimento

Muitos profissionais dizem que é impossível dizer qual que se sobressai