Música para correr: praticar o esporte ouvindo música ajuda na performance, diz estudo

Estudos mostram que correr ouvindo sua playlist favorita ajuda na hora de baixar o pace. Escolha sua música para correr agora mesmo!

música para correr
Foto: Getty Images

Usar música para correr é como se fosse a “droga legal” dos atletas. Melhora o humor, distrai da dor e da fadiga, diminui a percepção de esforço e aumenta a resistência. Ou seja, o desempenho acaba sendo maior na corrida mesmo que não se perceba isso.

Estudos apontaram que a maioria de nós têm um instinto inato de sincronizar os nossos movimentos ao som que ouvimos. Pare e pense. Difícil não bater os pezinhos ou começar a balançar a cabeça quando se ouve uma canção, concorda? E essa, digamos, “preferência” é por ritmos com frequência de 120 batidas por minuto.

Hoje, os especialistas afirmam que tão importante quanto o tempo, é a velocidade da música que você vai ouvir na hora de correr ou treinar. Isso é exatamente o que vai fazer você querer se mexer, é o que eles chamam de resposta rítmica.

Obviamente, não é todo mundo que consegue correr no tempo exato da música, mas pesquisas recentes revelaram que sincronizar as passadas ao som faz com que o corpo use energia com mais eficiência. Ciclistas que pedalaram na mesma frequência da música que estavam ouvindo usaram 7% menos oxigênio do que aqueles que não entraram no ritmo.

Uma boa playlist com música para correr também melhora o humor e torna a experiência de correr mais prazerosa, e isso se aplica inclusive a esforços de alta intensidade (utilizando cerca de 80% da frequência cardíaca máxima). O professor de fisiologia do esporte Andy Lane, da Universidade de Wolverhampton (Reino Unido), diz que a  melhora no humor trazida pela música reduz a tensão muscular, o que torna os padrões de movimento mais eficientes. “Assim, você precisa de menos esforço para correr no mesmo ritmo.”

Mas, quais seriam as melhores músicas para correr? Confira três dicas do especialista:

O especialista ainda deu um alerta para os iniciantes e para os que estão voltando de contusões: cuidado para não se empolgar demais com a música e acabar  ultrapassando os limites, isso pode resultar em lesões.

Gostou? Curta e compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Não se esqueça de criar sua própria lista de músicas para correr!

Texto e Pesquisa: Renato Dutra | Edição: Brenda Prestes

Recomendadas para você