6 fatores que alteram a frequência cardíaca

Não é apenas a intensidade da atividade física que influencia na modificação desse importante elemento do organismo. Saiba mais a seguir

Foto: Getty Images

Você saber o que altera a frequência cardíaca? Primeiramente, é bom saber que ela é um indicador que aponta a quantidade de vezes que o coração bate por minuto (bpm). Na fase adulta, o valor médio varia entre 60 e 100 bpm. Porém, existem diversos fatores que podem modificar o seu número, como a idade, a prática ou não de exercícios físicos ou uma doença que afeta a região.

Assim, quanto mais o coração precisa trabalhar para bombear o sangue para o corpo, maior será o esforço. Consequentemente, a frequência cardíaca da pessoa tende a aumentar. Mas nem sempre o aumento desses batimentos é causado por uma situação preocupante. Geralmente, o pulso se torna mais intenso e acelerado em momentos da nossa rotina, como os mostrados a seguir!

Confira o que altera a frequência cardíaca:

Idade: à medida que você vai ficando mais velho, há uma tendência de redução da frequência cardíaca regular durante os mesmos esforços que você faz hoje.

Condição física: para uma mesma intensidade de exercício, a frequência de um esportista é menor do que em pessoas sedentárias, o que implica uma recuperação mais rápida.

Posição: quando você está deitado, a força da gravidade afeta a circulação do sangue, favorecendo o retorno venoso e, consequentemente, a diminuição da frequência cardíaca no estado de repouso.

Temperatura ambiente: calor e frio provocam vasodilatação e vasoconstrição, respectivamente. Em outras palavras, a frequência aumenta quando você está em um ambiente quente e diminui sob temperaturas frias.

o que altera a frequência cardíaca

Foto: Getty Images

Altitude: com o aumento da altitude, a pressão barométrica diminui, assim como a pressão parcial do oxigênio. Isso quer dizer que sua frequência cardíaca será maior para obter mais oxigênio para suas células. Por isso que corridas de montanha podem ser mais exaustivas, mesmo se o seu esforço for igual ao de um treino do dia a dia.

Dica da redação: use sempre um relógio esportivo para monitorar seus batimentos durante uma atividade física, principalmente as que trabalham o sistema cardiorrespiratório, como corrida, spinning, escada, entre outros. Dessa forma, você poderá acompanhar sua frequência cardíaca e mantê-la em uma zona de treinamento de acordo com o seu condicionamento.

Sexo: o tamanho do coração da mulher é menor por conta de sua estrutura. No caso do sistema cardiorrespiratório, as cavidades cardíacas são menores, o que resulta em menor quantidade de sangue e menor volume sistólico (quantidade de sangue que o coração libera toda vez que se contrai). Isso significa que o coração feminino trabalha mais, resultando em um aumento da frequência cardíaca.

o que altera a frequência cardíaca

Foto: Getty Images

É de extrema importância dar atenção à frequência cardíaca, uma vez que este indicador é um parâmetro fundamental para conhecer o estado de saúde que indivíduo se encontra. Caso perceba que ele está acima do normal constantemente, consulte o seu médico ou um especialista.

Gostou de saber o que altera a frequência cardíaca? Então não deixe de nos acompanhar nas redes sociais para saber mais sobre saúde e esporte. InstagramFacebook e Twitter.

Edição: Leonardo Guerino | Texto: Amanda Preto

Uma resposta para “6 fatores que alteram a frequência cardíaca”

Recomendadas para você