Seu apetite aumentou? Saiba como evitar o ganho de peso no inverno

Especialistas explicam como burlar o ganho de peso na estação mais calórica do ano. Confira alimentos que podem ser substituídos

Seu apetite aumentou? Saiba como evitar o ganho de peso no inverno
Seu apetite aumentou? Saiba como evitar o ganho de peso no inverno / Foto: Shutterstock

Você reparou um aumento no seu apetite com a chegada do frio? Faltando uma semana para a chegada do inverno, isso é completamente natural, já que nessa estação nosso corpo gasta mais energia para manter a temperatura certa, o que demanda mais calorias. Com isso, o grande perigo desta época do ano é o ganho de peso. 

Duas especialistas revelam como evitar esses quilinhos a mais e ainda indicam substituições na dieta, a fim de diminuir as calorias e aumentar a imunidade.

Temos mais chances de engordar no frio?

A resposta é sim. O outono e o inverno são estações muito propícias para o ganho de peso, já que nosso consumo de calorias aumenta, enquanto a atividade física e a ingestão de água diminuem. 

“Muita gente nem repara que consome menos água no frio, e isso, mesmo que pareça inofensivo, pode contribuir para desidratação, que também costuma aumentar a fome”, conta a Dra. Thais Mussi, endocrinologista e metabologista pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

A profissional destaca que diminuir a atividade física também pode ser bastante prejudicial, já que a mistura de comer mais e fazer menos atividades pode resultar no ganho de peso, interferindo na saúde.

 A médica nutróloga Dra. Ana Luisa Vilela, especialista em emagrecimento, ressalta os possíveis danos causados à saúde nesta época do ano. “Não engordar é essencial para manter o bom controle da pressão arterial que pode subir nos dias frios, além de evitar o consumo de alimentos ricos em gorduras e colesterol, que podem sobrecarregar as funções vitais, aumentando assim o risco de infarto e até AVC”, alerta.

Substituições que evitam o ganho de peso e aumentam a imunidade

A Dra. Ana Luisa enfatiza como a alimentação pode impactar positivamente no inverno. Isso porque, ao fazer as substituições certas, é possível evitar o ganho de peso e ainda aumentar a imunidade – um grande diferencial nos dias frios.

De acordo com a nutróloga, diferente do que muita gente pensa, os nutrientes que ajudam na imunidade não são os carboidratos e as gorduras. “As frutas, legumes e verduras, se consumidas nos dias frios, ajudam a manter a imunidade em alta – algo bem importante no inverno, em que está aberta a temporada de infecções virais”, afirma.

Para quem não consegue ficar sem as refeições quentes no frio, a médica ensina truques que ajudam a continuar a dieta sem sentir necessidade de consumir alimentos mais gordurosos. 

“Usar o creme de couve flor, por exemplo, é ótimo para substituir o creme de leite para engrossar cremes e sopas. Além de ser rico em vitaminas C e B, potássio, cálcio e fósforo, [o creme] possui baixa caloria e contém antioxidantes importantes para o corpo. Pode ser a solução para manter o consumo de comidas quentes e aconchegantes, mas com poucas calorias e muitos nutrientes” ensina.

Ainda nas sopas, a profissional afirma que alguns legumes como brócolis podem entrar na panela sem medo, já que possui poucas calorias (100 gramas contém aproximadamente 36 kcal). Ele é rico em minerais, como cálcio, potássio, ferro, zinco e sódio, e é composto por diversas vitaminas, como A, C, B1, B2, B6, K e fibra alimentar.

“Pode ser consumido no vapor ou cozido em caldos e sopas. Já a cenoura substitui muito bem a batata nos purês e é rica em carotenoides, antioxidantes e fibras que ajudam na dieta e ainda previne doenças”, orienta.

Outra dica da médica nutróloga é o pimentão amarelo. Rico em vitamina C, ele é um ótimo expectorante de ação bactericida, além de ser rico em licopeno. “É uma boa combinação com peixes cozidos e saladas quentes”, revela Ana Luísa.

Para temperar, a médica ensina que a cebola é a opção ideal por ser rica em enxofre e vitaminas C e A. “É também um potente expectorante e ajuda a combater secreções do trato respiratório, que são tão comuns no inverno”, finaliza.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você