Como controlar o desejo de comer mais carboidratos no frio

Para regular o metabolismo nos dias frios, consumimos mais carboidratos. Mas isso não é justificativa para abandonar a dieta e o objetivo de perder peso

Como emagrecer na estação que mais comemos carboidratos?
Como emagrecer na estação que mais comemos carboidratos? / Foto: Shutterstock

Não entende porquê não consegue abandonar os carboidratos durante o frio? A culpa é do seu cérebro. As temperaturas mais baixas ativam estímulos cerebrais que buscam acumular energia e aumentar os níveis de serotonina no organismo. E qual a chave para isso? Os carboidratos.

Considerado por muitos um grande vilão, o carboidrato não é capaz de causar o ganho de peso agindo sozinho. A nutricionista Isabela Xavier explica que, dentre os macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos), o nutriente com maior densidade calórica por grama são os lipídios, também conhecidos como gorduras. “Cada 1 grama de lipídios possui 9 kcal, enquanto proteínas e carboidratos possuem 4 kcal por grama”, afirma a especialista.

Mas, se ainda assim, você prefere adotar uma dieta low carb, há algumas maneiras de reduzir o consumo de carboidratos mesmo nos dias mais frios. Confira:

Adicione mais fibras e proteínas no prato

Durante os dias frios, nosso corpo naturalmente busca um estoque de energia calórica e formas de aumentar a temperatura corporal. Por isso surge a vontade de consumir carboidratos, que são alimentos de rápida digestão, mas que não geram sensação de saciedade. Um perigo para quem pretende emagrecer.

“Associar as fibras ou as proteínas, que possuem uma digestão mais lenta, parece ser uma boa estratégia para aumentar a saciedade e diminuir o apetite nesta época do ano”, explica a endocrinologista e metabologista Dra. Paula Pires.

Não deixe de treinar

Mesmo nos dias mais frios, é fundamental vencer o desânimo e cumprir sua rotina de treinos. Além dos esforços mais assertivos para emagrecer, treinar também estimula a produção de serotonina. Assim, por consequência, a vontade de consumir carboidratos é reduzida.

“O frio e os dias chuvosos reduzem nossos níveis de serotonina, e é sabido que a atividade física eleva esses mesmos níveis. Além disso, aumentamos nosso tempo em casa, no sofá, vendo televisão, o que muitas vezes está associado a comidas. Diferente do verão, que vamos a parques, praias e piscinas”, comenta Paula.

É possível fazer dieta durante o frio?

Sim, é possível. E se você está pensando em deixar para depois o seu plano alimentar, a Dra. Paula alerta: nunca é recomendado adiar a dieta. “E se por alguns dias sairmos da rotina, [é importante] tentar retornar assim que puder, mesmo nos dias frios”, destaca. A especialista recomenda o consumo de chás e sopas quentinhas, além da prática de exercícios físicos.

O nutrólogo Fernando Cerqueira ressalta que, mais do que os alimentos, é muito importante ficar atento às quantidades consumidas durante o tempo frio. “Podemos comer massas, tortas, pães, bolos, carnes mais gordurosas, e até tomar aquela taça de vinho, mas sempre em quantidade menor, a fim de saciar a fome e não de sair com a sensação de estufamento”, explica.

Ele recomenda também utilizar massas integrais, molhos sem muito queijo, e manter pelo menos uma porção de salada, que sempre faz com que tenhamos mais saciedade. Consumir bastante água também é importante para hidratar durante o tempo seco e auxiliar na sensação de saciedade. “Além de tudo isso, é preciso não abandonar as atividades físicas que podem dar mais fome, mas o importante é sempre pensar em dosar a alimentação e evitar excessos”, conclui.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você