Os benefícios das frutas de baixo índice glicêmico

Entenda por que as frutas de baixo índice glicêmico devem ser essenciais para a vontade de beliscar besteiras e manter a dieta

frutas índice glicêmico
Foto: Getty Images

Você sabe diferenciar quais são as frutas de baixo e alto índice glicêmico? Ou melhor, você sabe o que é isso? O índice glicêmico é uma característica dos alimentos que contêm carboidratos, que se refere à velocidade de absorção da glicose. Alimentos de alto índice glicêmico resultam em uma rápida elevação da glicose sanguínea, aumentando a secreção de insulina. Já os alimentos com baixo índice glicêmico liberam a glicose para ser absorvida lentamente, controlando os picos de insulina, promovendo controle do apetite e aumento do uso das reservas de gordura como fonte de energia.

“No primeiro caso, o problema é que a insulina aumentada proporciona o aumento das reservas de gordura e, por reduzir a glicemia na sequência, promovem aumento de apetite. Assim, estes alimentos mantém um processo contínuo de fome, dificultando o controle do peso corporal”, explica a nutricionista Camila Avileis, do Centro Terapêutico Máximo Ravenna.

Confira algumas frutas de baixo índice glicêmico que você pode inserir na sua dieta sem peso na consciência!

  • Laranja – 90kcal/unidade pequena
  • Maça – 80kcal/unidade pequena
  • Pera – 100kcal/unidade pequena
  • Pêssego – 62kcal/unidade média
  • Morango – 12kcal/unidade média
  • Cereja – 10kcal/unidade média
  • Ameixa – 45kcal/unidade média
  • Goiaba – 170kcal/unidade média
  • Abacaxi – 75kcal/fatia média

“É importante lembrar, que a maneira que se consome a fruta pode alterar o índice glicêmico dela. Sucos de fruta tem este índice muito aumentado, pois a fibra é retirada. A laranja, por exemplo, passa ter alto índice glicêmico quando consumida na forma de suco. Assim, o ideal é consumir as frutas in natura e quanto mais casca e bagaço, menor o índice glicêmico”, ensina a nutricionista.

Para você que está na luta contra a balança, a especialista diz o que não há dúvidas de que o melhor é dar preferência para as frutas de baixo índice glicérico, pois elas promovem digestão lenta e liberam o açúcar no sangue aos poucos, o que garante saciedade por um período prolongado. Isto te ajudará a ter mais tempo para gastar a energia ingerida, reduzindo o risco de estocá-la como gordura – que é exatamente o que você quer perder. Fique atento (a) e foco na dieta!

Recomendadas para você