GVT: técnica avançada para ganhar massa muscular na academia

Aprenda a usar corretamente o German Volume Training e acelere os seus resultados

Conheça o GVT (German Volume Training)
Conheça o GVT (German Volume Training) / Foto: Shutterstock

O GVT (German Volume Training), é mais uma técnica avançada da musculação. Assim como o drop-set e a bi-set, o método de treino não é recomendado para praticantes iniciantes. No entanto, desde que se tenha orientação e acompanhamento de um profissional devidamente capacitado, todos esses estilos de treino podem proporcionar grandes benefícios e acelerar os resultados de ganho de massa muscular e até mesmo emagrecimento.

“Eu gosto de trabalhar com os meus alunos colocando sempre uma técnica avançada de treinamento por grupamento muscular. Não necessariamente você precisa usar a mesma para todos, você pode mesclar. O GVT foi pré-estabelecido que deveria ser utilizado em todos os grupamentos musculares, porém, na hora de entender técnicas avançadas de treino você deve sempre pensar em personalizar: pegue o conceito e aplique como você achar que é mais interessante de acordo com os seus objetivos e corpo”, recomenda o treinador Leandro Twin.

De acordo com o especialista, a técnica pode ser utilizada em qualquer exercício de musculação. Porém, a preferência é para os movimentos multiarticulares – que recrutam mais de uma articulação. Alguns exemplos são: supino para o peito; agachamento para as pernas e remadas livres para as costas.

Como fazer o GVT

Após escolher o exercício, “vamos fazer 10 séries de 10 repetições. Aqui, outra adaptação é necessária, nós não vamos fazer 10 repetições e parar, nós vamos fazer todas as 10 séries até a falha completa. Caso você fique muito longe das 10 repetições, ou seja, faça abaixo de 8 ou acima de 12, nós ajustamos a carga para que fique uma falha próximo de 8 a 12 movimentos”, explica o treinador.

Ou seja, vamos supor que você queira ganhar mais massa muscular na região do peitoral e, por isso, escolheu o supino. Ao chegar na academia e realizar um bom aquecimento, sua meta será realizar 10 séries de, aproximadamente, 10 movimentos nesse exercício. A ideia é sempre ajustar a carga para que se consiga realizar ao menos 8 repetições, sem ultrapassar a marca de 12 movimentos.

“É normal você começar com uma carga mais alta e reduzir aos poucos, pois o tempo de intervalo é fixo de 1 a 2 minutos no máximo, independentemente do exercício escolhido. Portanto, serão 10 séries até a falha com 1 a 2 minutos de intervalo de um só exercício. O que nós temos que lembrar é: passar de 20 séries em um grupamento muscular não é usual. Se atente nisso ao montar o treino”, finaliza Twin.

Isso significa que, após realizar o GVT você já terá feito 10 séries para um determinado músculo. Depois disso, o treino pode continuar com outros exercícios para a mesma região, no entanto, é importante não ultrapassar o número de 20 séries totais.

Por fim, vale lembrar que a melhor maneira de calcular o volume ideal de treinamento para o seu estágio atual, ou como encaixar técnicas avançadas no dia a dia, é com a ajuda de um educador físico. Ele saberá avaliar corretamente o que você pode fazer para atingir seus objetivos mais rápido e de maneira segura.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você