Connect with us

O que você está procurando?

Busca

Renato Dutra

A importância de periodizar seus treinos

Para que o seu ápice coincida com a prova que pretende fazer, é preciso treinar de forma organizada e
planejada através de fases

Foto: Thinkstock/Getty Images

Um tema que considero muito importante e ainda pouco conhecido pelo esportista é o que chamamos de periodização. Esse termo refere-se a como organizar o treinamento esportivo através de períodos.

Essa estratégia foi desenvolvida na década de 1950 por um cientista russo, Pavlovtchi Matveev. Tal método mostrou-se muito
eficaz para ajudar os atletas a atingir níveis mais altos de performance e, assim, conquistar melhores resultados. Devido ao grande
sucesso obtido por meio do uso de treinamentos periodizados, diversos modelos vêm sendo aplicados e pesquisados.

Foto: Thinkstock/Getty Images

Foto: Thinkstock/Getty Images

Será que o praticante amador também deveria periodizar seus treinos? A resposta é sim! E, preferencialmente, por um treinador, uma vez que essa área de conhecimento faz parte da grade curricular de cursos de pós-graduação em treinamento esportivo. Da mesma forma que um corredor de elite leva meses para atingir seu ápice e planeja competir em seu mais alto nível na prova mais importante de sua temporada, o corredor amador deveria adotar um modelo de periodização. A grande maioria dos atletas amadores (tenistas, jogadores de futebol, corredores etc.) deseja competir o ano inteiro e sempre na melhor forma física possível.

Entretanto, a teoria da periodização preconiza justamente o contrário, ou seja, o ápice da condição física dura apenas algumas semanas e, para atingi-lo, é necessário treinar de forma organizada e planejada através de fases. Por exemplo, um corredor que deseja completar uma maratona precisa se preparar de quatro a seis meses e isso não é novidade. Mas muitos corredores
se lesionam justamente por cometerem erros na progressão e organização dos treinos. É muito comum ouvir de corredores: “eu faço um treino longo de 30 km toda semana como treinamento para minha maratona” e o resultado disso geralmente é o overtraining ou uma lesão, o que é pior ainda.

É preciso entender que o corpo precisa de recuperação para não somente assimilar os treinos, mas, principalmente, responder
aos estímulos e evoluir. E quando os estímulos são sempre iguais e/ou mal organizados, há duas possibilidades:

1 – O corpo fica estagnado e não evolui mais.

2 – O atleta se lesiona e piora sua condição física por estar estafado.

Imagino que o objetivo de todos os praticantes seja evoluir e de forma segura (sem lesões).

Assim, meu conselho é: busque um modelo de periodização para sua modalidade. Aceite não ser possível estar no auge da sua forma o ano todo e eleja as principais provas do ano para coincidir com o seu ápice. E o ideal será ter um treinador, justamente para elaborar e supervisionar seus treinos de forma periodizada.

 

Escrito por

Diretor técnico da Run & Fun e especialista em treinamento desportivo

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Últimas Noticias

Nutrição

O equilíbrio ajuda a manter esse tipo de alimento na dieta balanceada

Nutrição

São alimentos que precisam ser consumidos com moderação

Nutrição

Ambas bebidas podem oferecer alto teor de açúcar

Emagrecimento

Muitos profissionais dizem que é impossível dizer qual que se sobressai

Nutrição

Veja como algumas simples opções naturais podem promover um bom efeito anabólico no corpo

Treinos

O intuito desse conjunto de dicas é evitar que algumas falhas passam despercebidas

Advertisement

Você também vai gostar

Treinos

O intuito desse conjunto de dicas é evitar que algumas falhas passam despercebidas

Treinos

Muitas vezes, menos é mais e pode potencializar a conquista de resultados

Gustavo Barquilha

Visitamos a DarkHouse, em São Paulo, para demonstrar alguns dos principais movimentos da musculação

Treinos

O ritmo desse treino é de acordo com condicionamento físico de um sujeito