Connect with us

O que você está procurando?

Harry Thomas

Não Fuja da Adversidade

Na hora de enfrentar dificuldades, os macetes serão necessários na estratégia de corrida

Foto: Arquivo pessoal

Atletas amadores que seguem planilhas sabem que não existe tempo bom nem ruim. O que está programado tem que ser cumprido, independente do tempo lá fora. Sol ou chuva, frio ou calor. É enfrentando tudo isso que você teoricamente, terá bons resultados e conseguirá atingir um recorde pessoal ou uma meta pré-estabelecida.

Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

Entretanto, existem corredores que não treinam sob condições adversas. Essas pessoas evitam sair na chuva para não se molhar, no frio recorrem a salubridade de uma academia e por aí vai. Acredito que isso é uma estratégia errada, pois se não treinam sob condições adversas, no dia de uma competição se sentem incomodados com uma simples garoa, por exemplo, quiçá um temporal.

Não estou generalizando, pode ser que nada aconteça, mas há uma grande tendência do corredor se pegar lamentando consigo mesmo: “por que matei aquela semana de treinos sob chuva?”.

Na hora de enfrentar dificuldades, os macetes serão necessários na estratégia de corrida como, por exemplo, saber evitar que seu tênis molhe quando se corre na chuva. Aprender a desviar das poças pode ser básico, mas, não é tão simples assim. Exige cálculo de impulso, salto e reflexo apurado que contribuem para evitar uma lesão como uma torção ou mesmo aquele tombo na sarjeta.

Já o atleta que treina sob condições de tempo adversas, teoricamente não sentirá tanto os efeitos desagradáveis seja sob frio, chuva ou calor. Já que está acostumado a sofrer.

A foto deste post ilustra bem isso, Treinei por seis meses em todas às condições possíveis. Minha meta era correr uma maratona sub em 3 horas. A escolhida foi a difícil Maratona Nova York. Largamos sob o tempo nublado, depois de um sábado chuvoso.

Todas minhas passagens estavam de acordo com a estabelecido pelo meu treinador na época, o Branca. Ao chegar no quilômetro 30 com 2h05min, bem na ponte que que liga Manhattan ao Bronx , começou uma das maiores chuvas que tomei em minha vida. Não houve poça, vento contra, frio que me assustasse aquele dia, visto que meu treinamento contemplou tudo isso.

E meta cumprida. Por isso não fuja da adversidade, não vale a pena!

Escrito por

Harry Thomas Jr. tem 50 anos e é corredor maratonista desde 1995. Já completou 27 maratonas, sendo três sub 3h, além de duas ultratrails. Pioneiro no Brasil na criação de sites especializados em corridas de rua, é colunista e blogueiro da Sport Life Brasil.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Últimas Noticias

Nutrição

Esqueça o "conceito" de que comer bem custa caro

Saúde

A reserva cognitiva ajuda proteger o cérebro contra doenças

Nutrição

Tese que é o bastante para eliminar esse mito de que não se deve comer à noite

Saúde

Procedimento depende de inúmeros fatores para dar resultados satisfatórios

Fitness

Mais uma tese que reforça a necessidade da vida física ativa

Corrida

Recomendações que ajudam a criar a relação de paixão com as pistas

Advertisement

Você também vai gostar

Corrida

Recomendações que ajudam a criar a relação de paixão com as pistas

Corrida

Muitos definem a corrida como “exercício do prazer”

Corrida

A checagem do treino diário vai te guiar na conquista dessa meta

Corrida

A corrida exige muitos cuidados para prática segura