Olimpíadas de Tóquio: Brasil fecha com 21 medalhas, o melhor desempenho de sua história

Pódio repleto de atletas nordestinos e o desempenho das mulheres foram destaques em Tóquio; confira todos os medalhistas brasileiros

olímpiadas
Foto: Shutterstock

A cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Tóquio aconteceu neste domingo, 8 de agosto, e o Brasil nunca teve tanto a comemorar. O país atingiu a marca de 21 medalhas sendo sete ouros, seis pratas e oito bronzes e ficou com o 12o posto no Quadro de Medalhas. Com isso, subiu uma colocação em relação à Rio 2016, quando o país teve 19 pódios, sete ouros e o 13º lugar.

O bom desempenho do Brasil também se deve às entradas de novas modalidades esportivas, como o surfe e o skate. A primeira medalha de ouro da equipe Brasil foi com o surfista e potiguar Ítalo Ferreira, por exemplo.  

Outro foram as mulheres, que conquistaram nove pódios contra 5 das Olimpíadas Rio-2016. Só a ginasta Rebeca Andrade levou 2 medalhas (prata e ouro).

Além de protagonizar medalhas históricas como na ginástica artística e no skate street, o Brasil chamou atenção pelo protagonismo nordestino,  a primeira vez nas Olimpíadas que a maioria dos ouros conquistados não foi obtida por atletas do sudeste. 

Confira os medalhistas brasileiros

Ítalo Ferreira, medalha de ouro no surfe

A estreia do surfe nas Olimpíadas foi marcada pelo Ouro de Ítalo Ferreira. O potiguar conquistou a medalha depois de uma vitória emocionante contra o  japonês Kanoa Igarashi 

Rebeca Andrade, medalha de ouro e prata na ginástica artística 

Pela primeira vez na história uma mulher brasileira foi campeã olímpica na modalidade. Rebeca conquistou esse feito ao garantir a medalha de ouro na prova de salto. Antes disso, a paulista já havia conquistado a prata na competição individual.

Isaquias Queiroz, medalha de ouro na canoagem 

O atleta de 27 anos foi em busca da quarta medalha de sua carreira e voltou para a casa com o pódio na velocidade C1 1.000 metros.

Martine Grael e Kahena Kunze, medalha de ouro na vela

A segunda participação das atletas em Olimpíadas foi marcada pelo ouro na classe 49er FX da vela. As atletas também conquistaram medalha na Rio-2016. 

Ana Marcela Cunha, medalha de ouro na maratona aquática

Dona de vários títulos mundiais, Ana Marcela Cunha foi em busca da medalha olímpica e somou mais um ouro ao quadro brasileiro ao conquistar o pódio na maratona aquática. 

Abner Teixeira, medalha de bronze no boxe

O paulista Abner Teixeira foi derrotado pelo cubano Júlio Cesar La Cruz na semifinal da categoria peso pesado masculino (entre 81kg e 91kg), mas garantiu a medalha de bronze para a modalidade. 

Hebert Conceição, medalha de ouro no boxe 

Mais uma medalha para o boxe brasileiro e dessa vez na categoria peso-médio (69kg e 75kg). Hebert venceu a competição contra o atleta ucraniano Oleksandr Khyzhniak e levou o ouro para a casa.

Prata no vôlei feminino

Em uma disputa difícil contra os Estados Unidos, a seleção feminina de vôlei perdeu por 3 sets a 0 e levou a prata na categoria. 

Ouro no futebol masculino

A seleção brasileira de futebol masculino venceu a Espanha por 2 a 1 e se consagrou bicampeã olímpica. Matheus Cunha e Malcom marcaram os gols da vitória. 

Daniel Cargnin, bronze no judô 

O gaúcho de 23 anos, Daniel Cargnin levou a medalha de bronze na categoria peso meio-leve (até 66 kg) no judô. 

Mayra Aguiar, bronze no judô 

Marcando a melhor trajetória das mulheres nos Jogos, teve a conquista do bronze de Mayra Aguiar no judô na categoria até 78kg. A atleta já havia sido medalha de bronze na Rio-2016 e em Londres-2012.

Bruno Fratus, bronze na natação

O velocista que mais vezes nadou abaixo de 22 segundos no mundo é o brasileiro Bruno Fratus que garantiu medalha de bronze na natação.

Fernando Scheffer, bronze na natação

Mais uma medalha para a natação e dessa vez na categoria de 200 metros livres. Fernando Scheffer conquistou a medalha e marcou sua primeira participação em uma Olimpíada. 

Thiago Braz, medalha de bronze no salto com vara

Um dos nomes mais famosos do atletismo, Thiago Braz conquistou a sua segunda medalha olímpica. A primeira foi de ouro na Rio-2016.

Rayssa Leal e Kevin Hoefler, prata no skate street 

Rayssa Leal de apenas 13 anos conquistou medalha de prata na competição e se consagrou como a mais jovem medalhista olímpica do Brasil. Já Kelvin somou mais uma medalha de prata para a modalidade e foi o primeiro medalhista brasileiro da edição. 

Pedro Barros, prata no skate park

Mais uma medalha para o skate e dessa vez na categoria skate park. O catarinense, Pedro Barros, ficou em segundo lugar na competição e levou a medalha de prata. 

Laura Pigossi e Luisa Stefani, bronze no tênis feminino de duplas

A primeira medalha do tênis brasileiro foi delas, as paulistas conquistaram bronze na categoria após vencerem  as russas Veronika Kudermetova e Elena Vesnina por 2 sets a 1.

Alison dos Santos, medalha de bronze nos 400 metros com barreiras

Alison dos Santos só tem 21 anos mas fez história ao conquistar  a primeira medalha para o Brasil na categoria. 

Beatriz Ferreira, medalha de prata no boxe

A atual campeã, Bia Ferreira, se juntou aos medalhistas brasileiros do boxe e levou a medalha de prata.

Fonte: GE

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você