Conheça os principais tipos de respiração para a corrida

Respirar da maneira adequada pode ser um diferencial no sucesso do corredor que deseja fazer uma ótima prova

Homem correndo em uma ponte tipos de respiração
(Foto: Getty Premium)

Inspirar e expirar é um processo aparentemente simples, mas vital para a sua performance. Por isso, ensinamos neste post alguns tipos de respiração para você controlar de melhor forma seu desempenho durante os treinos e eventuais provas.

Primeiro, preocupe-se em deixar o ritmo respiratório constante e confortável, e se concentre na expiração. Isso permitirá remover mais CO2. Quando tiver mais experiência, tente outras estratégias. “No esforço de trote ou corrida leve, a inspiração consegue ser mais profunda, e o tempo de expiração se torna mais longo que a inspiração. O fato de você expirar mais tempo permite que entre maior volume de ar na próxima inspiração”, analisa Carla Malaguti, especialista em fisiologia da respiração.

Imagem de um homem correndo em um parque arborizado tipos de respiração

(Foto: Getty Premium)

A taxa de 2×2 (duas passadas inspirando e duas expirando) é mais adequada para corridas mais longas. “Essa taxa permite ao corredor obter um maior consumo de oxigênio e ‘lavar’ o acúmulo de lactato, pois ele é removido pela ventilação na forma de gás carbônico. Dessa forma, obtém-se mais eficiência ventilatória”, analisa a especialista.

Outros tipos de respiração para os treinos

– 3×3: para corridas muito leves e trotes. Inspire durante três passadas (pé direito, pé esquerdo, pé direito) e expire em outras três (pé esquerdo, pé direito, pé esquerdo). Se você perceber que esse é o seu padrão, tente passar para 3×2 (três pisadas para inspirar e duas para expirar ou vice-versa).

– 2×2: é a mais comum, especialmente em corredores bem treinados. Dois passos para inspirar e dois para expirar. Este método garante que você esteja correndo a um bom ritmo em provas mais longas, como meias e maratonas, por exemplo.

– 2×1: dois passos enquanto inspira e um passo enquanto expira, ou vice-versa. Padrão para uma corrida de ritmo, como 5 km ou 10 km.

– 1×1: uma passada para inspirar e outra para expirar. Comum no fim de corridas, no sprint de chegada.

Gostou do conteúdo? Você pode receber ainda mais informações relacionadas à saúde e life style assinando o programa Viva Leve.

Edição: Leonardo Guerino/Colaborador

Consultoria: Carla Malaguti, especialista em fisiologia da respiração

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você