Trail running fácil e seguro com 9 dicas essenciais

O trail running é diferente da corrida no asfalto em diversos aspectos. Veja dicas para se dar bem na transição das ruas para as trilhas e montanhas

Homens correndo um trail running pesado em floresta fechada
(Imagem: Pixabay.com)

Se você já se aventurou ou pretende começar a praticar o trail running, ou corrida de montanha, é preciso ter uma preparação especial. Afinal, as trilhas são muito mais desafiadoras do que uma simples pista de corrida, envolvendo obstáculos, subidas, descidas e falta de iluminação. Portanto, um treino focado nas situações da corrida de trilha é importante para ter um bom desempenho. Confira 9 dicas essenciais para se aventurar no trail running!

Dicas para aproveitar melhor o trail running

1 – Treine em subidas, mas não descuide das sessões no plano, que é onde você ganhará velocidade.

2 – O trabalho com plataformas instáveis, como o bosu ou a fitball, estimula a propriocepção, melhorando também o seu equilíbrio.

3 – Nas descidas com desnível acentuado, abra os braços para ganhar estabilidade.

4 – Descidas são muito intensas, pelo esforço muscular excêntrico de frenagem. É uma tentação se “largar” para ganhar tempo. Faça trechos em um ritmo rápido e outros mais lentos para se recuperar.

5 – Saiba que andar é preciso em alguns momentos. No trail há trechos com grande desnível, nos quais caminhar um pouco permite recuperar forças. Aproveite os trechos mais favoráveis para trotar suavemente e os mais duros para andar em ritmo leve.

6 – Os braços também ajudam quando você caminha depressa. Apoie-os alternadamente nos joelhos para favorecer a extensão da perna.

Homem parado em montanha após ter praticado seu trail running

(Imagem: Pexels.com)

7 – Você precisa estar com seu condicionamento bem preparado para enfrentar um trail duro. Não faça trabalho de velocidade nem de força nos três dias que antecedem a prova.

8 – Dê passadas curtas e rápidas em terrenos mais técnicos. Se por acaso pisar em alguma pedra ou elemento solto, o momento de apoio será tão breve que você dificilmente se desequilibrará.

9 – Trabalhe quadríceps, psoas, isquiotibiais e gêmeos na academia, nos aparelhos ou usando o peso do corpo como sobrecarga; ou treine em casa, usando halteres ou faixas elásticas. Você melhorará nas subidas, além de ganhar segurança nas descidas e estabilizar os joelhos, evitando lesões.

Texto: Redação SportLife | Edição: Felipe Monteiro/Colaborador

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você