Treino de ombro: aumente a largura do físico com 5 métodos avançados

Treinador revela algumas dicas para conseguir desenvolver a musculatura dos deltoides mais rápido

treino de ombro
Treino de ombro / Foto: Shutterstock

Sabemos que o treino de ombro é fundamental para melhorar a mobilidade, evitar lesões e aumentar o rendimento em outros esportes e atividades do dia a dia. Mas, você já reparou que, ao ter uma musculatura hipertrofiada nessa região, a parte superior do seu físico tende a ficar mais larga? E isso é esteticamente positivo porque pode causar uma desproporção com a largura da cintura e passar uma impressão visual mais atlética, tanto em homens como em mulheres.

Por isso, é fundamental ter atenção com o treino de ombro e utilizar técnicas e métodos especiais para essa musculatura. Afinal, ter deltoides bem trabalhados pode garantir uma série de benefícios posturais, articulares e até mesmo estéticos.

Dessa maneira, o assessor esportivo, Leandro Twin, separou cinco métodos avançados para incluir no treino de ombro – sempre com a supervisão de um profissional capacitado – e acelerar a hipertrofia desse músculo. Confira:

1 – Aproveite os estímulos de outros treinos

A parte frontal dos ombros é muito exigida durante o treino de peito, principalmente em exercícios de supinação. Uma boa ideia, portanto, é aproveitar esse estímulo para incluir um ou dois exercícios específicos para deltoide anterior nesse dia. O mesmo raciocínio vale para o treino de costas e a região posterior dos ombros.

2 – Foco na porção lateral

Como vimos, o treino de peito trabalha a porção frontal do ombro e o de costas a posterior. Falta, então, estimular o crescimento do deltoide lateral. Por isso, durante o treino de ombro, o foco deve ser nessa região que, além disso tudo, ainda é a principal responsável por aumentar a largura do físico.

3 – Se beneficie de técnicas avançadas, como a pré-exaustão

“Muitas pessoas fazem exercícios multiarticulares, como o desenvolvimento, que é um exercício maravilhoso para trabalhar todas as partes do deltoide. Porém, o tríceps pode falhar antes, e isso é muito ruim porque não conseguiremos levar os deltoides à exaustão. Pré-exaustão: a técnica consiste em fazer primeiro um exercício isolador e depois um composto. Assim, com o ombro mais cansado, eu vou fadigar ele antes do tríceps”, explica Twin.

4 – Treino de ombro deve ser realizado mais de uma vez por semana

“Treine duas vezes por semana os deltoides e, assim, você pode ‘brincar’ com a escolha dos exercícios para estimular as três porções. Mas, normalmente, dando mais atenção à parte lateral. Tome muito cuidado ao treinar ombro duas vezes por semana, porque peitoral e dorsal também o trabalham. Então, tente treinar o ombro uma vez com peitoral e outra vez sozinho, ou com dorsais”, recomenda o treinador

5 – Quando for trabalhar outro músculo no mesmo treino, comece sempre pelo ombro

Conforme a primeira dica de Twin, é necessário aproveitar o estímulo de outros treinos. Como, por exemplo, trabalhar o deltoide anterior junto com o peito e o posterior no dia de dorsais. Mas, se o seu foco é desenvolver os deltoides, realize primeiro os exercícios de ombro. A intensidade de trabalho da outra musculatura será menor, mas, é esse mesmo o objetivo da técnica: priorizar o treino de ombro.

Importante: antes de se aventurar em novos treinos e estímulos na academia, ou em qualquer outra atividade física, é fundamental ter a orientação e o acompanhamento de um profissional de educação física. Ele saberá avaliar as suas condições e traçar a melhor estratégia possível para conquistar os seus objetivos.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você