Uso de máscara não tem impacto negativo na prática de exercícios

Não tem mais desculpa! 3 estudos evidenciaram que a utilização de máscaras durante a atividade física não causa grande impactos

máscara
Foto: Shutterstock

Três estudos realizados recentemente mostraram que a utilização de máscaras durante a atividade física não gera nenhum prejuízo aos praticantes.

É claro que alguns praticantes podem relatar um certo desconforto, mas é preciso ter em mente que a máscara te ajuda na proteção da Covid-19 e isso é muito mais importante. Também vale ressaltar que é preciso buscar uma máscara que te proporcione mais conforto. Em março, as opções no mercado eram poucas, no entanto, atualmente já há uma grande oferta. Além disso, é uma adaptação que seu corpo precisará fazer na técnica da respiração. Por exemplo, respirando mais devagar, o conforto será maior.

Um dos estudos é dos Estados Unidos. Nele, os pesquisadores analisaram o impacto de diferentes tipos de máscaras: desde as de pano até as cirúrgicas. A sensação de falta de ar pode aumentar com o uso delas, no entanto não há alteração nas medidas fisiológicas. Além disso, os efeitos nos gases sanguíneos são insignificantes, até mesmo quando a atividade é muito intensa ou prolongada.

Ainda na América do Norte, um estudo do Canadá mostrou que a saturação arterial de oxigênio. o índice de oxigenação dos tecidos, a avaliação do esforço percebido e até mesmo a frequência cardíaca não tiveram grandes alterações com o uso da máscara facial. E também não afetou o rendimento esportivo.

Por fim, um estudo de Israel estudou somente o efeito de máscaras cirúrgicas e respiradores N95 durante exercícios esgotantes de curta duração. Os voluntários foram até o esforço máximo sem utilizar o acessório e, posteriormente, com a utilização dele. Assim como anteriormente, não houve mudanças que chamassem a atenção na frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial, saturação de oxigênio. além disso, o tempo até a exaustão foi bem similar.

Por outro lado, o dióxido de carbono expirado teve um aumento significativo em quem estava utilizando máscara. Elas ainda aumentam de acordo com a carga. Então, pessoas que possuem doenças pulmonares precisam estar atentas e passar por um médico antes de praticar os exercícios.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você