5 motivos para incluir a escada nos treinos

Especialista explica por que a escada não é famosa à toa: ela traz muitos benefícios para o corpo e a mente. Descubra as vantagens de treinar escada e comece já

Treino de escada: 5 motivos para incluir na sua rotina
Foto: Freepik

Pernas torneadas e abdômen traçado: esses são alguns dos principais benefícios oferecidos pelo treino de escada no simulador, que é uma excelente opção para quem busca alternativas de treino aeróbio, caso você ainda não tenha tanto fôlego para encarar uma escada fixa como treino. Segundo a educadora física Márcia Pedroso, o aparelho também ajuda a definir coxas e bumbum, além de fortalecer a lombar.

5 motivos para incluir a escada nos treinos

Foto: Freepik

Cinco motivos para incluir o treino de escada na rotina

  1. Melhora a capacidade cardiorrespiratória e cardiovascular;
  2. Auxilia na resistência muscular, principalmente, pernas e glúteos;
  3. Melhora o bem-estar e a qualidade de vida;
  4. É uma atividade que tem um alto gasto calórico;
  5. Tem como proposta tornear as pernas, traçar o abdômen, definir o bumbum e fortalecer a lombar.

Isso acontece porque o simulador de escaladas oferece treinos intervalados e já está comprovado que exercícios que variam a frequência são os mais indicados para queimar calorias. Assim, para potencializar a queima, o indicado é começar treinando duas vezes por semana e aumentando os dias conforme for se sentindo preparada.

“O movimento contínuo requer preparo físico e muscular. Apesar das pessoas conhecerem o exercício, pouca gente pratica subida de escada no dia a dia, por isso, o treino na máquina acaba sendo puxado. Porém, a atividade é capaz de eliminar até 400 calorias em 30 minutos”, explica ela.

Para garantir a eficácia do treino, é importante dar atenção à postura ao executá-lo, que deve ser totalmente ereta. O aparelho possui apoio para as mãos que ajudam no equilíbrio, mas isso não significa que o praticante deve apoiar o corpo sobre os braços. “Mantenha a postura ereta e utilize o apoio levemente caso seja necessário. Fique atento à velocidade e pise com o pé inteiro no degrau para não sobrecarregar panturrilha”, finaliza.

 

Fonte: Márcia Pedroso, educadora física da Academia Bio Ritmo.

 

Gostou das dicas? Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais para saber mais sobre saúde e esporte: InstagramFacebook e Twitter!

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você