Brasileiro conclui a ultramaratona Badwater 135

Pedro Luiz Cianfarani conseguiu terminar a corrida que é considerada a mais difícil do mundo

badwater 135
Foto: Divulgação

Nos dias 23 e 25 de julho deste ano, foi realizada a ultramaratona Badwater 135, prova de corrida considerada uma das mais difíceis do mundo. O motivo? Primeiro por causa de seu tradicional percurso do Vale da Morte, no leste da Califórnia, que fica a 85m abaixo do mar (menor elevação da América do Norte).

Segundo por conta de seu clima seco, sendo o local com menos umidade nos Estados Unidos e que atinge altas temperaturas recordes, como 56,7ºC em 1913. Por isso, os 217km a serem percorridos pelos atletas se tornam um grande desafio dentro do limite de horas da prova de 48 horas.

badwater 135

Para o microempresário, o fator mais difícil da prova foram as altas temperaturas – Foto: Divulgação

Por causa de sua alta dificuldade a Badwater 135 conta com no máximo 100 participantes. E este ano um brasileiro, veterano em maratonas, decidiu se aventurar. Pedro Luiz Cianfarani, de 50 anos, conseguiu terminar a prova em 41 horas um minuto e 20 segundos. “Meu sonho foi realizado: terminar a prova mais difícil por sua temperatura elevada. Neste ano a temperatura foi ainda mais alta, com o menor número de concluintes. Em nome da minha equipe, gostaria de agradecer a todos pela força e pelo carinho”, declarou.

badwater 135

Pedro Luiz Cianfarani terminou a prova em pouco mais de 41 horas – Foto: Divulgação

O vencedor da Badwater 135 deste ano foi Michele Graglia, de Los Angeles, ultrapassando a linha de chegada após 24 horas, 51 minutos e 47 segundos. As inscrições para a edição de 2019 abrem no dia 25 de janeiro do ano que vem. Se quiser saber mais sobre a prova, confira a matéria completa na edição 196 da revista Sport Life nas bancas digitais – Go Read, Nuvem do Jornaleiro, Revistarias, Bancah!, Clube de Revistas.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você