Faz bem correr gripado? Confira dicas

Especialistas revelam se é bom correr resfriado ou se é melhor esperar passar os sintomas

correr gripado
Foto: Getty Images

Você está no auge do treinamento para aquela prova importante quando é pego pela gripe. Neste caso, o que fazer: descansar ou correr gripado? Saiba que se você está apenas resfriado, não há por que deixar a preguiça tomar conta e ficar em casa.

Um estudo da Universidade Ball State (EUA) acompanhou dois grupos de 30 pessoas não fisicamente ativas, todas doentes. Metade delas foi orientada a correr de 30 a 40 minutos diariamente, e a outra metade a não se exercitar. Após uma semana, os pesquisadores observaram que o tempo de recuperação da doença foi semelhante nos dois grupos e que o grupo que se manteve correndo apresentou melhora dos sintomas ao longo dos dias. Ou seja, o exercício moderado não piorou o resfriado.

Confira dicas e benefícios de correr gripado:

Mas e se a gripe ficar forte?

A melhor opção é abrir mão do treino, relaxar e descansar. “Pessoas com mal-estar generalizado, fadiga excessiva, dores musculares, temperatura igual ou acima de 38 ºC e/ou frequência cardíaca 10 batimentos por minuto acima do valor basal médio devem evitar qualquer atividade atlética até que o quadro se normalize”, orienta Magliocca.

David Nieman, diretor do laboratório de performance humana da Universidade Estadual Appalachian (EUA) e também corredor (ele já disputou 58 maratonas), diz que se pode voltar aos treinos no dia seguinte ao desaparecimento total dos sintomas. No entanto, o ideal é esperar entre uma e duas semanas para retomar a intensidade e o volume que o corredor estava fazendo antes de ficar doente.

Gostou de saber das dicas de como correr gripado? Então não deixe de nos acompanhar nas redes sociais para saber mais sobre saúde e esporte. InstagramFacebook e Twitter.

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você