Veja o desempenho dos tênis Nike Metcon 3 e do Adizero Tempo Boost

Convidamos dois experts em tênis para testar os modelos Metcon 3 da Nike (para CrossFit) e o Adizero Tempo Boost da Adidas (para corrida de performance)

tênis Metcon 3_web
Foto: Divulgação

Como tênis é um equipamento que todo mundo adora (e vamos combinar, extremamente necessário para qualquer tipo de treino), os reviews da semana são do Metcon 3 da Nike (um tênis desenvolvido para CrossFit) e o Adizero Tempo Boost da Adidas (mais voltado para performance em corridas). Veja como ambos se saíram:

Metcon 3, Nike

Preço: R$ 549,90

tênis Metcon 3_web

Foto: Divulgação

O Metcon 3 é um tênis voltado para treinos diversos, inclusive para os de CrossFit, que são mais desgastantes por conta da diversidade de movimentos. Por isso, testei o tênis em treinos de musculação, treinos funcionais e aulas em minitrampolim. Só não o utilizei na prática de corrida, pois ele não foi desenvolvido para tal.

Em todas as atividades, o destaque vai para a estabilidade para movimentos que exigem equilíbrio e pés bem firmes no solo. Em contrapartida, o tecido do tênis é flexível, então para os exercícios mais aeróbios em treinos funcionais ele também dá muita segurança e leveza para os pés.

Porém, por não ter muito amortecimento, não é confortável ficar muito tempo com ele nos pés. Cansa. Mas essa acredito não ser a proposta: é um tênis para treinos pontuais, estando aprovadíssimo para essas atividades de musculação e treinos funcionais.

Quanto ao valor, poderia ser mais barato para atrair as pessoas a comprar um tênis específico para essas atividades.

Resumo em notas

Amortecimento 3,5

Estabilidade 5

Flexibilidade 4

Segurança 5

Conforto 3,5

Leveza 4

Quem testou

tênis_Letícia_Bio Ritmo

Foto: Divulgação – Bio Ritmo

Letícia Klimas é professora de ginástica e personal trainer na Bio Ritmo Academia, em São Paulo (SP).

Adizero Tempo Boost, Adidas

Preço: R$ 699,90

 

Tênis Adidas Tempo

Foto: Divulgação

 

Por ser um modelo característico para uso em provas longas, senti uma boa resposta e conforto durante treinos em diferentes distâncias, velocidades e pisos. Ideal para treinos de ritmo e longos em pisos mais planos. Dessa forma, acredito ser ideal para atletas que já tenham uma experiência com corridas de rua.

Sobre o cabedal, a lingueta presa e mais curta promove melhor ajuste ao pé. Porém, quando corri sem meias, o material da lingueta causou uma bolha no peito do pé. A estrutura do tênis tem bastante economia de material, o que permite um ajuste muito bom. O antepé do calçado é mais afunilado, o que requer um modelo com numeração maior para mais conforto. O antepé tem menor aplicação da tecnologia Boost, deixando-o mais rígido, o que gostei por dar uma melhor resposta durante a fase final da passada. Quanto ao custo/benefício, por ser um modelo de competição, que tem uma economia de material, deveria ser mais barato.

Resumo em notas

Amortecimento 3

Estabilidade 4

Flexibilidade 3

Segurança 3,5

Conforto 3,5

Leveza 5

Quem testou

tênis Humberto

Foto: Arquivo pessoal

 

Humberto Alitto é atleta amador e sempre testa lançamentos para a Sport Life

VEJA TAMBÉM:

Teste do tênis: saiba qual modelo se encaixa ao seu objetivo

Maratona: você nasceu para correr uma?

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você