Comer de 3 em 3h talvez não seja a solução

Comer em intervalos de 3 horas como estamos acostumados pode não ser o correto a se fazer

Foto: Pixabay

O dr. Luiz Fernando Sella, médico especialista em estilo de vida e diretor clínico do centro de saúde e bem-estar Rituaali, acredita que devemos seguir os princípios da cronobiologia: de acordo com o relógio biológico, devemos fazer refeições três vezes ao dia, o desjejum, almoço e jantar. Este intervalo de pelo menos cinco horas entre uma refeição e outra permite o adequado descanso do sistema digestivo e a preparação do corpo para receber uma nova alimentação. O dr. Sella esclarece que uma alimentação rica em fibras mantém a saciedade por mais tempo e, por isso, não necessitamos desses curtos intervalos de 3h entre uma refeição e outra. Ele também ressalta que não existem pesquisas que comprovem que comer de 3 em 3 horas é melhor para a saúde ou que favoreça o emagrecimento.

 

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

 

O médico explica o porquê ele acredita que devemos seguir o princípio da conobiologia:

 

1) Estudos científicos não comprovam que o comer de 3 em 3 horas é melhor para a saúde. Também não há confirmações de que isso ajude a emagrecer ou de que comer em intervalos de 3 horas, aumente o metabolismo e o gasto energético, favorecendo assim o emagrecimento.
2) O comer de 3 em 3 horas pode estimular algumas pessoas a ingerir alimentos mesmo sem estar com fome, aumentando assim a quantidade calórica ingerida. Aumentar a frequência alimentar pode ser usado por algumas pessoas como desculpa para comer fora de hora e matar uma fome emocional.
3) Historicamente, a humanidade nunca comeu de 3 em 3 horas. Aliás, a maioria dos povos antigos fazia 1 ou 2 refeições ao dia. O alimento não era tão disponível como agora. Foram apenas nas últimas décadas que essa conversa surgiu. O nosso sistema digestivo não foi desenhado para comer em intervalos de 3 horas. É preciso respeitar um intervalo de repouso entre uma refeição e outra, de pelo menos 5 horas de duração. Isso é importante para o repouso dos órgãos digestivos, a renovação da produção de saliva, a produção de enzimas digestivas, o descanso da musculatura, etc.
4) O novo Guia Alimentar para a População Brasileiro, publicado pelo Ministério da Saúde em 2014, não defende que devemos comer de 3 em 3 horas. É dito que é possível ter boa saúde fazendo 3 refeições balanceadas ao dia.
5) Para diabéticos em dieta hipocalórica, comer 2 refeições ao dia (desjejum e jantar) foi melhor do que comer 6 pequenas refeições ao dia (3 em 3 horas).

Os comentários estão desativados.

Recomendadas para você